Fechar

logo
logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 04/08/2021

A ´pomba da paz´ está em guerra

Asas partidas

Governo federal, estados e municípios reduziram despesas com educação no ano passado, durante a pandemia da covid-19.

Sim, as escolas em sua grande maioria estavam fechadas. Mas, e os investimentos em novas formas de ensinar, conectividade e infraestrutura das escolas para o retorno?

Os dados que mostram o encolhimento fazem parte do Anuário Brasileiro da Educação Básica, produzido pelo movimento Todos pela Educação e pela Editora Moderna.

Baque

Conforme resumo publicado no ´Estadão´, nos Estados, a queda entre 2019 e 2020 foi de R$ 11,4 bilhões, equivalente a uma redução média de 9%.

Tombo

Já os municípios investiram R$ 10,4 bilhões menos no ano passado, diminuição média de 6%.

O detalhe

Os dados incluem todos os gastos com educação, incluindo salários.

´Subsolo´

O Estado que mais reduziu suas despesas foi Goiás, com queda de 38,1%, segundo o estudo, que usou dados do Tesouro Nacional.

E nós?

A Paraíba teve uma redução (ano passado) de 8,3% dos gastos com educação, em comparação com 2019.

Em João Pessoa, a ´poda´ foi da ordem de 3,5%.

Reativo

Na retomada das atividades ordinárias na Assembleia Legislativa (remotamente), ontem, o deputado-presidente Adriano Galdino (ainda no PSB) comunicou os encaminhamentos que deu aos ataques que recebeu do líder do bloco oposicionista, deputado Cabo Gilberto (ainda no PSL).

Na mídia

“O deputado usou algumas rádios da Paraíba para fazer ofensas à minha pessoa, e eu achei por bem acionar o Judiciário, como também o Conselho de Ética da ALPB”, avisou Galdino aos colegas.

Versões

Ainda conforme o presidente, “ele (o cabo) vai ter a oportunidade de se defender, e eu terei a oportunidade de mostrar o quanto ele foi ofensivo. E o Conselho de Ética tome a decisão de acordo com o nosso regimento interno”.

Perseguido

“Já fui chamado moleque, safado e imbecil”, contestou posteriormente o deputado Gilberto, avaliando que “estou sendo vítima de uma perseguição do governador”.

Injustificável

O Bradesco teve, no segundo trimestre deste ano, um lucro líquido (já descontada a tributação) de R$ 6 bilhões 320 milhões, alta de 63,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Da boca de…

“… Você que tem prefeito, deputado, governador que pega seu voto e troca por água, jogue pedra nele. Apedrejar. A agua está sendo moeda de troca para voto…” (deputado Moacir Rodrigues, do PSL, na sessão de ontem da ALPB).

Consumado

O pedido de licença do deputado Raniery Paulino (MDB), por 121 dias, da Assembleia Legislativa.

Será substituído pelo suplente Jullys Roberto (MDB).

´Vem com a gente´

Em seu ´estado natural´ de desavenças internas, 113 militantes do PT na Paraíba divulgaram ontem um ´Manifesto´ de apoio ao reingresso no partido do ex-governador Ricardo Coutinho (arrumando as malas para deixar o PSB).

Expoente

Com as ´bênçãos´ do ex-deputado e padre Luiz Couto, o documento petista ressalta que RC é a “principal liderança da esquerda paraibana e realizou governos históricos à frente da prefeitura de João Pessoa e do governo do Estado”.

De toda hora

“Foi um aliado leal e proativo nos bons e maus momentos do PT, notadamente no golpe do impeachment contra a ex-presidenta Dilma e na perseguição e prisão do presidente Lula”, avança o texto.

Batalha

Os petistas subscritores asseveram que “não nos deixaremos levar por avaliações enganosas ou interesses obscuros. Temos uma grande luta a enfrentar para salvar o Brasil e o povo brasileiro”.

Caravana

O ´Manifesto´ também estende os braços para as esperadas filiações dos deputados Jeová Campos (que não tentará a reeleição), Cida Ramos e Estela Bezerra, assim como da ex-prefeita de Conde, Márcia Lucena.

Adeus

As condolências do colunista à família do médico Júlio César da Silva Costa, que por muito tempo atuou no Hospital da FAP, em Campina Grande.

Contato

Tive a oportunidade de conviver com ele à época em que atuei no Conselho Deliberativo da FAP.

´Bateu as asas´

O Partido Socialista Brasileiro (40) tem como símbolo a ´pomba da paz´.

Mas a ´guerra´ interna foi estabelecida, tendo como núcleo a representação partidária na Paraíba, personificada na pessoa de Ricardo Coutinho.

Sem ´girassóis´

Em entrevistas, no dia de ontem, à imprensa regional, o dirigente nacional socialista, Carlos Siqueira, trocou a retórica do comedimento pela exteriorização do desapontamento.

´Despetalar´

“Ele (RC) rompe com o governador (João Azevedo), ficamos do lado dele; depois rompe com o senador (Veneziano Vital), ficamos do lado dele; agora não podemos perder o deputado federal (Gervásio Maia), que é uma prioridade nossa”, alinhavou o socialista.

Mudez

Siqueira acentuou que a direção do PSB “jamais deu um único motivo para que ele pudesse se desfiliar. (Ricardo) Nunca me disse as razões nem conversou comigo a esse respeito (saída iminente do partido). Nem ele nem o seu grupo”.

Preservado

O presidente do partido registrou que mesmo diante de uma “saraivada de denúncias” no decorrer da Operação Calvário, “eu jamais levei em consideração”, mantendo RC na presidência da Fundação João Mangabeira, vinculada ao partido.

Situando

João Mangabeira, que empresta nome à Fundação do PSB, foi um renomado jurista, escritor e político baiano, ardoroso defensor das liberdades democráticas, que morreu em 1964.

Sondagem

O presidente nacional do PSB informou que na última segunda-feira recebeu uma ligação telefônica da presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), que o consultou se haveria algum problema para a saída do ex-governador do partido.

Tchau

“Eu disse que não”, relatou o socialista, que emendou: “O partido sempre o valorizou e o apoiou. Mas se ele quer sair, é um direito dele”.

Agregados

“Se os deputados (ligados a RC) desejarem sair, fiquem inteiramente à vontade, podem sair”, acrescentou o dirigente partidário.

Fatura milionária

Siqueira ´monetizou´, na ´Arapuan FM´, o ´prejuízo´ mais recente: “Ele (RC) resolveu ser, de última hora, candidato a prefeito de João Pessoa (em 2020), uma candidatura que sabidamente não teria sucesso. O partido gastou mais de R$ 1 milhão em sua campanha”.

“Nós não vamos desistir do Brasil” (Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco)...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube