Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 04/11/2016

A Paraíba no PPI

Improcedência

Em entrevista ontem à Rádio Campina FM, o juiz Horácio Ferreira de Melo Júnior afirmou que o noticiário recente relacionado aos magistrados da Paraíba “não é verdadeiro”.

“Nenhum juiz na Paraíba ganha mais que o teto (R$ 33.763,00)”, enfatizou, ressalvando que existem situações excepcionais e temporárias nas quais esse limite eventualmente é ultrapassado.

O juiz colocou o seu contracheque à disposição da imprensa.

Na Capital

Será hoje, em João Pessoa, o encontro de prefeitos e vice-prefeitos eleitos pelo PDT na Paraíba.

Haverá uma palestra sobre o tema ´Gestão Pública no atual momento do Brasil´, com o professor Rodrigo Nobre.

O detalhe

O PDT/PB saltou dos atuais três prefeitos para nove no próximo quadriênio.

19º

A vereadora/presidenciável Ivonete Ludgério (PSD) conquistou, ontem, o apoio do vereador reeleito Nelson Gomes Filho (PSDB) para dirigir a mesa diretora do Legislativo campinense a partir de janeiro próximo.

Demais cargos

Foi fechado o restante da chapa desse grupo que apoia Ivonete: 1º vice-presidente, Márcio Melo (PSDC); 2º vice, Saulo Germano (PSDC); 1º secretário Bruno Faustino (PSB); 2º secretário, Sargento Neto (PRTB).

Chamamento

Nelson foi convidado, ontem, pelo prefeito Romero Rodrigues (PSDB) para integrar o seu secretariado a partir de janeiro.

Não foi definido o cargo, mas especula-se a chefia de gabinete do prefeito.

Na agulha

Caso Nelson aceite o convite, quem assumirá uma cadeira no Legislativo será o suplente da vez, Lucas Ribeiro, neto do vice-prefeito eleito Enivaldo Ribeiro (PP).

Remanejamento

Se essa for a alternativa, o deputado licenciado Manoel Ludgério (PSD) poderá migrar da chefia de gabinete para a Secretaria de Agricultura da PMCG.

2º chamado

Tudo indica que outro vereador eleito em Campina será convidado por Romero para a sua equipe: Teles Albuquerque (PSC), o que abriria vaga para o suplente Álvaro Farias (PSC), filho do atual vereador Orlandino Farias (PSC).

Volta adiada

Em audiência ontem com o governador Ricardo Coutinho, o deputado licenciado Ricardo Barbosa (PSB) concordou em permanecer por mais um período à frente da Secretaria de Representação Política da Paraíba, em Brasília.

O detalhe

A partir de fevereiro próximo, Ricardo Barbosa será o 1º secretário da mesa diretora da Assembleia Legislativa.

Versão

O ex-deputado federal Marcondes Gadelha (PSC) declarou ontem que “vejo como absolutamente estapafúrdia” a denúncia de que participou da ´farra das passagens´, na década passada, quando era parlamentar, feita pelo Ministério Público Federal.

 

Contexto

“O que acontecia? A distribuição de passagens naquela época era feita pela Câmara aos deputados num valor X. Não recordo qual era o valor. O deputado poderia utilizar, naquela época, até aquele limite. E, se ele não utilizasse, podia dar a alguma pessoa. Era uma prática corrente naquele tempo”, situou Gadelha.

Legais

“É uma coisa absurda. Estão querendo politizar um assunto sem o mínimo fundamento. As passagens que foram emitidas foram todas publicizadas pelo sistema da Câmara, não há nada de ilegal nisso”, reagiu Walter Brito Neto, outro ex-deputado denunciado pelo MPF.

Para estancar…

Os sete vereadores eleitos em partidos de oposição, no último dia 2, em Campina, estiveram reunidos na noite de ontem nas dependências da Câmara.

… A sangria

Ao final, foi divulgado o propósito de “caminhar conjuntamente” no plenário, no ano que vem, na oposição.

Sem recuo

Quanto à eleição da nova mesa diretora, os três novatos – Sargento Neto (PRTB), Bruno Faustino (PSB) e Janduhy Ferreira (PTdoB) – e o reeleito Rodrigo Ramos (PDT) descartaram qualquer recuo no compromisso assumido com a vereadora Ivonete Ludgério.

Bola…

Muita gente, apesar da reconhecida competência profissional, vez por outra perde o senso de razoabilidade – e de inconveniência.

… Fora

O caso mais recente é o do economista e ex-deputado Xico Graziano, que em artigo publicado no jornal Folha de São Paulo defendeu ontem o nome do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para um “mandato-tampão”, no caso de cassação da chapa de Dilma/Temer pelo TSE.

Atropelou

“Pode ser que a Justiça acelere o processo político e casse a chapa Dilma/Temer. Nesse caso, o Congresso Nacional elegeria um presidente-tampão. Seria Fernando Henrique, com certeza. Ele prepararia o caminho rumo ao porvir”, escreveu Graziano.

… Os fatos

Nem seria o caso de avaliar os méritos – reconhecidos – do ex-presidente. Mas foi um gesto insensato, para não dizer um puxa-saquismo explícito, que acaba por gerar um mal estar generalizado.

Em tempo

Não há sequer previsão para a colocação em pauta dessa ação no TSE. E o tal do mundo institucional não emite interesse acerca dessa pendência.

Descarte

“Jamais cogitei dessa hipótese nem ninguém me consultou sobre o tema. Minha posição é conhecida: nas circunstâncias, o melhor para o Brasil é que o atual governo leve avante as reformas necessárias e que em 2018 possamos escolher líderes à altura dos desafios do País”, sublinhou em nota o ex-presidente FHC.

Minério em alta

O governo federal, através do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), definiu as prioridades nacionais nos setores de energia e de mineração.

Na área mineral foram incluídos os projetos de ´fosfato de Miriri´ de Pernambuco e da Paraíba.

Em Brasília só se fala em anistia para o ´caixa dois´...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube