Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 11/09/2017

A luta pela Chesf

Cargo estratégico

O deputado paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP), líder do Governo na Câmara Federal, deu mais uma demonstração de prestígio político.

Emplacou o novo superintendente geral do CADE, Alexandre Cordeiro Macedo.

O CADE é o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, encarregado de avaliar os processos de atividade empresarial predatória e também de negociar os acordos de leniência (delações) com as empresas.

Garimpo

“Não que não me custe dor, sofrimento, medo e, às vezes, pânico. Mas prefiro morrer que rastejar e perder a dignidade”.

Ex-superministro José Dirceu, sobre as delações premiadas.

Avançando

Em palestra na última semana, na cidade de São Bento (Sertão), durante a 1ª Feira de Negócios, Cultura e Entretenimento – Expotêxtil, o presidente da Federação das Indústrias da Paraíba, Francisco Buega Gadelha, disse que é preciso ter convicção de que a economia brasileira está crescendo.

Na mídia

O ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que o dono da JBS, Joesley Batista, pagou a parlamentares para aprovar uma série de medidas provisórias no Congresso Nacional, informa a revista Veja desta semana.

Duro na queda

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) passou a senha errada de seus celulares para a Polícia Federal.

Omissos

A vereadora-presidente Ivonete Ludgério (PSD-CG) criticou o fato de a bancada de oposição naquela casa legislativa não ter feito qualquer tipo de cobrança ao governo estadual no tocante à falta de ajuda às instituições filantrópicas campinenses.

Parou

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a escolha dos livros de arte para o ensino médio, realizada no âmbito do Programa Nacional do Livro Didático, do Ministério da Educação (MEC), será suspensa.

Indícios

Há suspeitas de que a banca que fez a escolha das obras não atuou com isenção. Um dos livros tem como autores quatro professores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – três dos quais participaram da comissão de avaliação do programa em 2015.

´Enxurrada´

Ao que se informa nos meios empresariais campinenses, nos próximos meses a cidade passará a contar com mais de 10 novos postos de combustíveis.

Cotação

Por falar em gasolina, em Campina muitos postos estão vendendo o litro a R$ 3,60.

Em João Pessoa, alguns estabelecimentos comerciais estão cobrando R$ 3,67 pelo litro da gasolina.

Quintal…

Pesquisa interna contratada por aliados do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), aponta queda na avaliação de seu governo perante os paulistanos.

… Descoberto

Boa parte das pessoas ouvidas avalia que Doria está viajando muito e deixando de se dedicar com afinco à administração municipal.

 

´In off´

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) atravessou a última semana inteiramente afastado do noticiário político.

A fatura…

Economista e professor da Universidade de São Paulo, Samuel Pessoa publicou um estudo segundo o qual o crescimento das despesas públicas no Brasil com a educação superior, entre 2009 e 2014, foi da ordem de 70%, enquanto o crescimento da economia, no mesmo período, foi de 15%.

… Chegou

Samuel conclui: “Vivemos hoje a ressaca dessa farra. Esse passo, muito maior do que a perna, está cobrando o seu preço”.

Doçura colorida

Alguns dos principais fabricantes de chocolate no mundo – Nestlé no meio – estão lançando o produto na cor Rubi, para se somar aos já tradicionais chocolates branco e negro.

O detalhe

As empresas garantem que o produto não é colorido artificialmente.

Frase…

Comentário sobre Chacrinha, feito pelo ex-diretor geral da Rede Globo de Televisão, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni), que foi retirado de um depoimento sobre o ex-apresentador, que iria ao ar no programa de Pedro Bial.

… Vetada

“Abelardo Barbosa (nome de Chacrinha) era cínico, isolado, e não acreditava em ninguém. Nada a ver com o personagem que ele criou. A criatura era divertida, mas o criador era um chato de galocha”.

Articulação

Os nove governadores nordestinos estão se mobilizando para tentar brecar o processo de privatização da Chesf – a estatal que produz boa parte da energia utilizada na região.

Conversão

Em carta dirigida ao presidente Michel Temer, eles pedem a exclusão da Chesf do processo de venda da Eletrobras (holding estatal do setor elétrico que controla a Chesf), e pedem a transformação da empresa nordestina numa estrutura pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional.

Risco

Os executivos nordestinos ponderam junto a Temer que a alienação da Chesf poderia prejudicar projetos hídricos que utilizam a água do Rio São Francisco.

Temerário

“Todas essas usinas de energia (do Sistema Chesf) são movidas a água. E esse processo compromete previamente a vazão dos rios, ficando prejudicado qualquer outro uso atual ou futuro”, argumentam os governadores acerca da necessidade de controle contínuo da vazão, em vários trechos do percurso hídrico.

Comedimento

“É preciso cautela antes de se colocar em pauta qualquer projeto de transferência da operação para investidores privados”, reforçam os governadores.

Juntar (quase) tudo

Ainda na correspondência dirigida à Presidência da República, os governadores nordestinos propõem a unificação de vários órgãos dedicados ao desenvolvimento regional, a exemplo da Chesf, Sudene, Dnocs e a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco).

Quando Geddel Vieira Lima começou a juntar aqueles R$ 51 milhões?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube