Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 06/09/2016

A ´ilha´ na governadoria

O `caixa 3´

Nesta 2ª feira, o Tribunal de Contas da União apontou indícios de irregularidade em 1 de cada 3 doadores que contribuíram para as campanhas municipais deste ano.

Há contribuições feitas por pessoas que aparecem registradas como mortas (35 casos) ou são beneficiárias do programa Bolsa Família.

Em números

O TCU detectou irregularidades em 38.985 doadores, de um universo de 114.526.

Irônico

“Já tivemos no passado mortos que votavam, agora temos mortos que doam”, comentou o presidente do TSE, Gilmar Mendes.

Nem moedas

Reportagem do ´Estadão´ mostrou, no final de semana, que 16.349 políticos que disputam 5.568 prefeituras não arrecadaram nem um centavo.

Os recursos próprios de candidatos chegam a 43% do total arrecadado.

Da boca de…

“… Não sei ainda quanto tempo me resta no tribunal…” (ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, ao sinalizar, em sessão, que pretende antecipar a sua aposentadoria).

Indeferimento

A juíza Ana Cristina Soares Penazzi, da 16ª Zona Eleitoral, indeferiu o pedido de registro de candidatura do candidato a prefeito de Campina Grande Walter Brito Neto (PEN).

Pendências

Em sua decisão, a magistrada pontifica que “não foram preenchidas todas as condições legais para o registro”, devido ao fato de o requerente não estar “quite com a Justiça Eleitoral, por irregularidades na prestação de contas de 2014”.

As citadas contas foram “julgadas como não prestadas”.

Infração

Há também multa eleitoral por propaganda irregular “conforme informações constantes nos bancos de dados do cadastro eleitoral”.

Notificação

A juíza ainda relata que “intimado para regularizar” o seu pedido de registro, o candidato “não juntou nenhuma certidão circunstanciada” da Procuradoria da Fazenda Nacional, “mas tão somente cópia de espelho de consulta do órgão mencionado, bem como cópia de comprovante de parcelamento e guia de multa”.

Só o protocolo

Mais: “Quanto a irregularidade da prestação de contas, trouxe aos autos recibo de entrega de prestação de contas”.

Ilação

Ao comentar a decisão judicial, WBN reagiu de maneira intempestiva: “A juíza que indeferiu o nosso registro foi casada com um Gaudêncio, mesmo sobrenome que compõe a vice na chapa de Veneziano”.

Recuo

Horas depois, o prefeitável – que ainda pode recorrer do indeferimento – postou um pedido de desculpas nas redes sociais: “Peço perdão por qualquer excesso de minha parte à juíza Ana Cristina”.

Equívoco

O episódio é deplorável, pela gratuidade da agressão à juíza, como também pelo tipo de ataque, essencialmente preconceituoso.

Na essência

Como se pode deduzir dos trechos acima transcritos, a magistrada tomou a decisão com base no banco de dados da Justiça Eleitoral e em obediência à legislação vigente, sem a necessidade de qualquer juízo de valor de natureza subjetiva.

Aprendizado

Um filósofo judeu ensinou há séculos que “a paciência colhe a paz; a precipitação, o arrependimento”.

Boa nova

O número de empregados na indústria atingiu em agosto, na Paraíba, o melhor nível desde janeiro de 2015.

A informação é da ´Sondagem Industrial da Paraíba´, publicação mensal da FIEP.

Na tela

Começa às 22 horas de hoje na TV Itararé (canal 18.1, digital, e 19, analógico) a rodada de entrevistas com candidatos a prefeito de Campina Grande nas eleições deste ano.

Pela ordem de sorteio, o primeiro convidado é o prefeito Romero Rodrigues (PSDB).

Da boca de…

“… Com bandido não se brinca, o bandido tem que obedecer e tem que recuar…” (Walber Virgolino, secretário de Justiça e Cidadania do RN, cargo que também ocupou na Paraíba).

Luz amarela

O jornalista José Roberto de Toledo, responsável pela análise das pesquisas do ´Estadão Dados´, compilou as pesquisas regionais do Ibope publicadas ao longo do últimos dias e recolheu uma fotografia preocupante para a maioria dos atuais governadores.

Queda livre

Dos 26 executivos estaduais, nada menos do que 16 têm avaliação negativa nas principais cidades dos Estados que governam.

Na média, os governadores têm 34% de ruim/péssimo, contra apenas 24% de ótimo/bom.

Ranking invertido

Os campeões na avaliação negativa, em suas respectivas capitais, são: Suely Campos (PP/Roraima), com 62 pontos negativos em Boa Vista; Waldez Góes (PDT/Amapá), com 57 pontos negativos em Macapá; Marcelo Miranda (PMDB/ Tocantins), com 46 pontos negativos em Palmas.

Reclamações

Nas queixas dos eleitores, lideram saúde e segurança, “que são áreas com obrigações compartilhadas por prefeitos e governadores”, frisam Toledo.

O número 1

O ´ponto fora da curva´ nessa escalada de desgaste é o paraibano Ricardo Coutinho (PSB), o mais popular entre todos os seus pares em uma capital.

Ele tem 61% de ótimo/bom em João Pessoa.

Os candidatos a vice estão todos em campanha?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube