Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 12/12/2018

A dor em palavras

Meia volta

O ministro Celso de Mello, decano (mais antigo) do Supremo Tribunal Federal, suspendeu liminarmente decisões da Justiça do Trabalho na Paraíba que mandam bloquear valores da Cagepa para pagamento de condenações trabalhistas.

Celso igualmente ordenou a devolução à Cagepa dos valores que eventualmente já tenham sido objeto das medidas de retenção, fixadas pela Justiça do Trabalho.

 

Embasamento

A ação foi movida pelo governador Ricardo Coutinho, sob a alegação de que, por se tratar de sociedade de economia mista prestadora de serviço público essencial, em regime não concorrencial, a Cagepa “se enquadra nas prerrogativas típicas da Fazenda Pública no que diz respeito à impenhorabilidade de seus bens”.

Chegando

O grupo pernambucano Moura – que atua principalmente no ramo de baterias – vai ingressar no setor imobiliário de Campina Grande.

Da boca de…

“… Preciso agradecer ao povo de Pernambuco que me deu cinco mandatos e ao ex-presidente Lula que me fez ministro…” (ministro José Múcio Monteiro, ao assumir ontem a presidência do Tribunal de Contas da União).

Remanejamento

Através da divulgação de uma ´Carta Circular´, ontem, o bispo diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, anunciou um rodízio de padres entre algumas paróquias e outras medidas administrativas.

Adequação

Ao que se informa nos meios econômicos, o grupo Atacadão Rio do Peixe passa por uma reformulação administrativa.

Ao que tudo indica, será priorizado o comércio varejista.

Presencial

O prefeito Romero Rodrigues acompanhou os empresários do segmento hoteleiro de Campina Grande nas reuniões, ocorridas no começo desta semana, com diretores das empresas aéreas Gol, Azul e Avianca.

Aferição

Essas empresas ficaram de apresentar, em breve, a conclusão de estudos sobre a viabilidade de novos voos para Campina Grande, ao longo de 2019.

Coincidência

Infelizmente, ontem, a empresa Avianca deu entrada na Justiça num pedido de recuperação judicial, por estar sem condições de honrar as suas dívidas.

Aplauso

O fotografo Leonardo Silva, colaborador do PARAIBAONLINE, conquistou a 3ª colocação no 2º Concurso de Fotografias, na categoria profissional, promovido pelo Ministério Público do Estado.

O detalhe

O tema foi “Direitos Humanos”, em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal promulgada no dia 10 de dezembro de 1948.

´Tô em casa´

“Eu sou paraibano e aqui é meu lugar”.

Conselheiro André Carlo Torres Pontes, presidente do Tribunal de Contas do Estado, ao receber o título de cidadania paraibana, anteontem, em sessão solene da Assembleia Legislativa, conforme propositura do deputado Renato Gadelha (PSC).

Adjetivos

“Cidadão justo, humanista e talentoso”, sublinhou Gadelha, que ainda mencionou na sua fala o fato de o TCE/PB “sempre ter sido uma referência entre seus similares no País”.

´Canja´

Durante a sessão, a mãe de André, a cantora Dalva Torres, prestou-lhe homenagem ao tocar piano e cantar no plenário a valsa “Vozes D’alma”, composição que seu avô havia escrito como declaração de amor à avó.

Era assim

André Carlo, por sinal, invocou essa canção do seu avô para recordar que antigamente se usava verso e música para se conquistar uma mulher – e não agressão física, como tem sido observado nos dias atuais.

Tribuna

Bem diferente (e justificadamente) ao seu polido estilo habitual, Renato Gadelha ocupou ontem a tribuna na Assembleia Legislativa para comentar e repudiar as agressões físicas do prefeito Fábio Tyrone (Sousa, PSB) contra uma de suas sobrinhas, a advogada Myriam Pires Benevides Gadelha.

Leia trechos.

Abominável

“Acontecimento covarde, tresloucado, inexplicável e traiçoeiro, envolvendo o indivíduo Fábio Tyrone, ainda prefeito de Sousa, e minha sobrinha, a advogada Myriam Gadelha.

Desagravo

“Esse discurso poderia ser entendido como briga de namorados ou de família, ou política, mas não o é. É em defesa da mulher paraibana e brasileira. Mulheres que são agredidas covardemente, e que por dependência política, social ou financeira do agressor, ficam caladas e, às vezes, apanham até a morte.

Altaneira

“Louvo a atitude desta jovem e brilhante advogada Miriam que, com coragem e determinação, expõe as mazelas desse envolvimento com um cafajeste contumaz (…) Um delinquente antimulheres.

Covardia

“Miriam foi agredida de forma covarde, desumana e por um ato de selvageria (…) Você é mais uma mulher agredida fisicamente por sociopatas, machistas e com índole criminosa. Este indivíduo tem atos amorais, incompatíveis com a vida em sociedade”.

“Recado direto”

Ainda Renato Gadelha: “Você (Fábio) não bateu em um cão sem dono. Você bateu numa mulher de fibra, corajosa, grande advogada, que não tem pai nem mãe presentes, mas tem tios, tias, primos, irmão e amigos que são muitos para ajudar na tarefa de fazer justiça. Não a justiça com as próprias mãos. Não faremos isso, nunca fizemos. Somos pacatos e ordeiros. Mas implacáveis no desejo de justiça. E não descansaremos enquanto não vê-lo na cadeia, que é o destino de todo sociopata e de todo marginal”.

O secretário Cláudio Lima ainda é uma incógnita...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube