Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 22/08/2016

A convivência entre talheres

A toga na berlinda

O ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli é citado na proposta de delação premiada de Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora da OAS, em matéria de capa da revista Veja desta semana.

Conforme a revista, Pinheiro cita que a OAS teria enviado uma empresa especializada para reformar a casa de Toffoli, em Brasília.

Palanque

“Não queremos uma João Pessoa governada por dois irmãos e um amigo, queremos uma João Pessoa governada com a participação popular”.

Charliton Machado, candidato a prefeito de João Pessoa pelo PT.

Pressa

O ministro Mendonça Filho, da Educação, solicitou à Câmara Federal para pautar com urgência a votação do projeto de lei que reformula o currículo do ensino médio nas escolas públicas.

O detalhe

O projeto propõe uma grade curricular mais enxuta e direcionada à área que o aluno pretende seguir no ensino superior.

Palanque

De 19 a 23 de setembro haverá a 6ª edição da Semana Nacional da Execução Trabalhista, promovida pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, com o slogan ´A Justiça só é efetiva quando realizada por inteiro´.

O detalhe

A maior devedora trabalhista do país é a falida empresa aérea Vasp.

Despertou…

Na última semana, o plenário do Supremo Tribunal Federal deliberou que uma tatuagem não pode ser impeditivo para um candidato ser aprovado (e nomeado) num concurso público, mesmo que haja essa exigência no edital do certame.

… Atenção

O que chamou a atenção adicionalmente foi que a tramitação dessa ação proporcionou o maior acesso ao portal do STF no ano passado: mais de 50 mil visitas.

Resgate

Na última semana tivemos um acontecimento político importante, apesar de informal, que ficou ofuscado pela dinâmica dos jogos olímpicos: a reunião do presidente Michel Temer (PMDB) com a cúpula do PSDB, em função da preocupação dos ´tucanos´ com um aparente arrefecimento do governo com o inadiável ajuste fiscal.

Quatro horas

Foi um diálogo longo, que começou na noite da última quarta-feira e se projetou pela madrugada da quinta, no aprazível Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência da República.

Descompressão

Astuto, o anfitrião promoveu um ´degelo´ descontraído: durante cerca de uma hora, todos ficaram num terraço, à base de salgados e sucos, e de muita conversa descontraída.

 

Tempero

Quando todos seguiram para a mesa do jantar – sopa de legumes, peixe, frango empanado, arroz, salada e purê de batatas -, coube ao senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, acrescentar o cardápio motivacional do encontro: a frouxidão recente do governo em termos de contenção dos gastos públicos.

Gastança

O ´tucano´ citou os 14 projetos aprovados nas últimas semanas, beneficiando 38 carreiras de Estado, com um custo estimado até 2019 de R$ 59 bilhões.

Consentidas

Temer ponderou que esse ´pacote´ de concessões já havia sido costurado por sua ´antecessora´ Dilma Rousseff, e que teve medo de, ao bloquear acordos pretéritos, desencadear uma onda de greves no serviço público.

À beira do…

Como forma de demonstrar atenção e concordância com as preocupações do PSDB, o ministro Eliseu Padilha (Gabinete Civil), presente ao jantar, disse que o governo possui estudos que apontam um perverso cenário.

… Precipício

Se nada for feito – relatou Padilha – para deter o crescimento do endividamento no setor público, logo mais (em 2025) 100% do orçamento federal será engolido por três gastos: pagamento das dívidas, previdência social e folha salarial.

Prazo

Aécio retomou a palavra: “Compreendemos que a interinidade traz certos limites ao governo, mas a gente compreende que, a partir do dia 29 (de agosto), se começa o governo definitivo. Os sinais não podem ser ambíguos, têm que ser claros no sinal das reformas”.

Incorporado

Num gesto de aceno à continuidade da convivência na aliança governista, o presidente Temer anunciou que o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), líder do governo, passa a integrar o ´núcleo político´ do governo, discutindo previamente as propostas a serem remetidas ao crivo do Legislativo.

Fala à Nação

Para que os compromissos ali firmados fossem além do cafezinho que coroou o jantar, Michel Temer informou que fará um pronunciamento à nação, no começo de setembro, reafirmando a sua disposição de ajustar a economia nacional, em perspectiva de longo prazo.

O que não quer o PSDB

Um dos comensais desse jantar presidencial foi o senador Cássio (PB), líder do PSDB no Senado.

Ele disse à APARTE que a sua palavra direcionada a Temer foi de uma simplicidade ímpar: “O PSDB não quer que o PMDB faça conosco o que o PT fez com o PMDB no governo Dilma”.

Resta acompanhar o futuro desse ´casamento´ partidário contingencial.

Agora, a medalha ambicionada é o voto...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube