Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 30/04/2020

A ampla bancada ´morista´

Modelar

Ao que se informa, prevaleceu a cordialidade e o interesse público na conferência virtual, ocorrida na noite de ontem, entre o governador João Azevedo (Cidadania) e os prefeitos de João Pessoa (Luciano Cartaxo, PV) e de Campina Grande (Romero Rodrigues, PSD), e que contou com a participação do presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), prefeito de Sobrado, George Coelho.

Seis…

Ao final, ficou definido que as Procuradorias e as Secretarias de Saúde do Estado e das prefeituras de JP e CG farão uma reunião hoje, buscando afinar as propostas relacionadas ao isolamento social.

… Mãos

Dessa reunião deverá sair um texto consensual sobre os novos decretos referentes às medidas excepcionais de distanciamento social.

Rotina

Ficou igualmente acertada a realização de encontros semanais objetivando atualizar as ações de enfrentamento ao coronavírus, “que poderão contar com a presença de representantes de outras instituições”.

Valeu

João Azevêdo fez posteriormente uma “avaliação positiva” do encontro: “Esse foi um momento muito importante e sabemos que esse não é um trabalho individual, pois entendemos que só vamos vencer essa batalha se tivermos a união de esforços”.

Compartilhamento

“Nós precisamos analisar esse momento de uma maneira macro. E compartilhar ideias e ações é sempre muito importante, porque esse não é um problema localizado e exige de nós responsabilidade com nossas cidades para podermos salvar vidas”, verbalizou Cartaxo ao final da conferência.

Aval

“Devemos manter a melhor relação e parcerias possíveis porque são medidas essenciais para a política de saúde. Estamos à disposição para vencer a questão da pandemia da melhor forma possível”, realçou Romero.

Esboços…

O prefeito campinense comentou que propôs na reunião a distância – que durou cerca de 90 minutos – que já se debata ´uma forma de promover uma flexibilização´ das atividades econômicas a partir de um novo parâmetro.

… De novas etapas

Seria ampliar o espectro das áreas que podem ser consideradas essenciais; que podem ser perfeitamente monitoradas e disciplinadas, sem que venha a ocorrer uma ameaça fatal à cultura atual de isolamento social tão importante, conforme tem ressaltado a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Endosso

De sua parte, o presidente da Famup assinalou que “nós vamos seguir o governo, sabemos das dificuldades de cada município, mas também compreendemos que estamos passando por um momento delicado na saúde”.

Tudo em aberto

Na tarde de ontem, antes da conferência acima referida, o governador paraibano concedeu entrevista à TV Cabo Branco, na qual frisou que as medidas de suavização da ´quarentena´ dependem de “reuniões técnicas” e “com outras autoridades para que a gente possa definir, a partir de um balanço de tudo que está acontecendo”, assim como “discutir o cenário que estamos enfrentando nesse momento”.

Com parâmetros

“Entendo perfeitamente que existe uma ansiedade principalmente com relação do comércio e a estrutura econômica. Mas as medidas só serão tomadas com base em números. Estamos com 46% dos leitos de UTIs implantados já ocupados”, comentou João.

Aclive

O governador acentuou que “estamos subindo ainda essa ladeira (do coronavírus). Não temos, pelo menos no momento, previsão de se fazer uma abertura geral. Pode ser que tenha um ou outro setor que possa ser liberado”.

O detalhe

Um desses segmentos econômicos que deverá ser liberado para funcionamento é o de manutenção de piscinas, “para evitar focos de dengue”.

Grande lote

O Estado formatou um edital para a compra de 3 milhões de máscaras, que serão destinadas principalmente ao “trabalho de educação junto aos pontos de concentração de pessoas”, na expressão de Azevedo.

Acostumem-se

O governador exclamou: “Máscaras vão se tornar uma coisa rotineira daqui pra frente”.

Jogo rápido

Coluna: o que está fazendo mais falta na quarentena?

Juiz Horácio Ferreira de Melo Júnior: “Estou em isolamento total, não saio nem do apartamento. As decisões e despacho faço tudo por aqui, já que as varas criminais ainda são processos físicos”.

Devagar…

Ao comentar a piora na crise que envolve o governo Bolsonaro, diante da recente saída do ex-juiz Sérgio Moro do Ministério da Justiça, o deputado Efraim Filho, líder do Democratas na Câmara Federal, observou que “temos duas narrativas que se contrapõem entre si”.

… Com o andor

“Os elementos de prova ainda são incipientes. Portanto é hora de prudência e de responsabilidade. É o destino do Brasil que está jogo. Equilíbrio e serenidade nesse momento”, acrescentou o demista em entrevista à TV Itararé.

Queda livre

Tudo indica que a inflação mensal de abril terá a menor taxa desde o início do Plano Real, em julho de 1994, conforme projeção do IBGE.

Subiram…

Os partidos do chamado ´Centrão´, que se aproximam do Governo Bolsonaro de olho em cargos no BNB, ministérios do Desenvolvimento Regional, Educação e Saúde, abriram o leque.

… O ´sarrafo´

Foram incluídos cargos estratégicos no Porto de Santos (SP), o maior do país; e no Ministério da Ciência e Comunicações.

Jogo rápido

Coluna: o que está fazendo mais falta na quarentena?

Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB): “Minhas visitas nas ruas”.

Da boca de…

“… A gente já tinha condições de disputa. Mas agora melhorou com a presença de Cícero Lucena. É o cara que fez um grande governo em João Pessoa. É um homem que tem um acesso ao povo muito fácil. E a esposa dele (Lauremília) também. É um cara que tem condições de ser candidato a prefeito de João Pessoa. Evidentemente, depende primeiro dele…” (vice-prefeito campinense Enivaldo Ribeiro, presidente do Progressistas na Paraíba).

´Moristas´

A maior bancada informal no Senado é a vinculada ao ex-ministro Sérgio Moro – 30 senadores -, puxada pelo Podemos.

O detalhe

Em termos de bancada partidária, quem está à frente é o MDB – 14 senadores.

Jogo rápido

Coluna: o que está fazendo mais falta na quarentena?

Deputado estadual Manoel Ludgério (PSD): “Sinto falta do convívio com meus pais, familiares, amigos, bem como do contato direto com os municípios que represento. A relação apenas virtual maltrata a alma”.

É preciso cantar

“Tempo rei, ó, tempo rei, ó, tempo rei
Transformai as velhas formas do viver
Ensinai-me, ó, pai, o que eu ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo, socorrei”

(Gilberto Gil)

Os bancos públicos estão socorrendo as pequenas empresas?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube