Vigilância Ambiental alerta para aumento de casos de arboviroses em Campina Grande

Da Redação*. Publicado em 8 de julho de 2021 às 11:15.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A gerente de Vigilância Ambiental de Campina Grande, Rossandra Oliveira, falou nesta quinta-feira (8), em entrevista a uma emissora de rádio, sobre o aumento de casos prováveis de pessoas com chikungunya.

A chikungunya é uma arbovirose que tem como sintomas febre alta, dores de cabeça e dor articular intensa.

As arboviroses são vírus transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. As doenças mais conhecidas no Brasil transmitidas pelo Aedes são a dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

– A respeito das arboviroses, estamos com um número de 88 notificações de dengue e 56 notificações de chikungunya. É preocupante, principalmente pelo número de casos prováveis de chikungunya que estão notificados, já que é uma doença que temos pouco registro em nosso município – disse Rossandra.

Em caso de sintomas como dor de cabeça, febre, dores musculares, diarreia, fadiga, manchas avermelhadas no corpo, deve procurar atendimento médico.

Além disso, é necessário que a população elimine criadouros do mosquito Aedes aegypti, como, por exemplo, fechar reservatórios de água nas casas e não deixar acumular água em vasos de plantas, lajes, piscinas, lonas de cobertura e telhados.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube