Fechar

logo

Fechar

Secult articula retomada dos equipamentos de cultura em Campina Grande

Codecom/CG. Publicado em 8 de julho de 2021 às 21:18.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

A Secretaria de Cultura já tem articulado uma retomada gradual dos equipamentos culturais geridos pela Prefeitura Municipal de Campina Grande.

Em reuniões realizadas desde o início desta semana, as diversas questões que permeiam o assunto já estão em diálogo com os diretores de cada espaço cultural, com o objetivo de planejar o retorno das atividades no segundo semestre de 2021, dentro de todas as tratativas que versam sobre um regresso seguro, com atividades culturais que promovam o bem estar e estimulem a prática artístico-cultural na cidade.

A secretária de Cultura, Giseli Sampaio, falou sobre a importância da retomada das atividades de forma segura no Teatro Municipal Severino Cabral, na Biblioteca Municipal Félix Araújo, na Estação Cidadania e Cultura, nos Museus Histórico e do Algodão, a Biblioteca Carmem Eloy Dunda, situada no Distrito de Galante, e no Centro Cultural Lourdes Ramalho.

Teatro Municipal

“Dentro do nosso cronograma para ações práticas e operacionais estamos nos reunindo com os gestores e diretores de cada equipamento vinculado à Secretaria de Cultura, para sistematizar as atividades do segundo semestre de 2021. Se tratando de cursos, workshops, oficinas ou espetáculos, tudo será planejado dentro do que discursam os decretos. Os equipamentos irão desenvolver ações práticas dentro do segmento artístico-cultural como forma de retomada das atividades de numa formatação híbrida nesse semestre 2021.2”, ressaltou Giseli Sampaio.

Estação Cidadania

Cientes do momento pandêmico que vivemos, já estão sendo mapeadas as especificidades de cada equipamento para melhor receber o público de cada um, com isso a assessoria técnica da Secult dá continuidade aos Procedimentos Operacionais Padrões (POP) padronizando os informativos internos de combate a covid-19.

“O Procedimento Operacional Padrão (POP) visa padronizar e supervisionar as atividades de biossegurança nas áreas de higienização e segurança patrimonial, com acompanhamento diário e cronogramas semanais. Criamos também uma nova padronização de layout de informações internas, com o objetivo de dinamizar a comunicação da Secult e seus equipamentos, para que desta forma seja proporcionado um maior conforto e, principalmente, segurança aos nossos colaboradores e usuários”, afirmou Eduardo Lima, assessor técnico da Secult.

Os equipamentos estão se adequando para retomada de forma híbrida, neste momento de pandemia.

Todas as ações serão pensadas de forma a não colocar em risco a saúde do público, respeitando as medidas de combate a covid-19 estabelecidas pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube