Fechar

logo

Fechar

Projeto e obras o governo lança todo dia, mas ações concretas não chegam” afirma Luciano Cartaxo

Da Redação. Publicado em 9 de julho de 2021 às 18:42.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

“Nós estamos no campo da oposição desde 2018, ainda não tomei uma decisão, e tem que ser uma coisa construída”, afirmou o ex-prefeito de João Pessoa e presidente estadual do Partido Verde (PV), Luciano Cartaxo, ao abordar sobre como tem se articulado o partido, em vista às eleições de 2022,

Na entrevista concedida à Caturité FM, nesta sexta-feira, 09, Cartaxo destacou ser oposição à dois agentes políticos:

João Azevêdo (Cidadania), atual governador da Paraíba, e Romero Rodrigues (PSD), já declarado pré-candidato ao Governo do estado no próximo ano.

Cartaxo ressaltou que o Partido Verde já está em discussão sobre as eleições de 2022, mas criticou duramente a gestão de João Azevêdo na Paraíba, pois, segundo ele, faltam ações efetivas da gestão em todo o estado.

“João Azevêdo está no seu terceiro ano, e ele foi apresentado como técnico, prometeu muita coisa, e quando a gente faz um balanço, percebemos que na prática não é muito positivo. João Azevêdo não consegue finalizar uma obra e implementar ações. Nós vamos promover um debate em prol do estado, pois, a exemplo da área da saúde, é necessário que sejam efetivados investimentos concretos. Chegou alguma UPA em Campina Grande? Em João Pessoa? A UPA da capital foi eu, enquanto prefeito, que construí. Projeto e pacotes de obras o governo lança todo dia, mas ações concretas nós não estamos vendo chegar”, afirmou.

Sobre Romero Rodrigues, Luciano Cartaxo enfatizou que o ex-prefeito de Campina Grande é apoiador de Jair Bolsonaro (sem partido), e criticou o governo federal duramente.

“Essa eleição é nacionalizada. Romero apoia o governo Bolsonaro, e eu faço oposição. Bolsonaro não consegue governar, um dia é passeio de moto, outro dia a agenda é atacar a imprensa. É um governo que não se preocupa com a qualidade de vida, até estimula as pessoas a não usarem máscara, num país com mais de meio milhão de óbitos”, criticou.

Em relação ao posicionamento político frente às eleições presidenciais, Cartaxo se declarou centro-esquerda, e teceu elogios à gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Nós estamos trabalhando nesse campo da centro-esquerda, mas acima de tudo pensando no futuro do nosso país. Vamos procurar alternativas ao presidente Bolsonaro, e Lula fez muito pelo Nordeste, com investimentos na saúde e educação durante o seu governo. Nós estamos discutindo o programa de governo, o cenário político que se desenha, pra neste segundo semestre a gente possa nortear as decisões”, finalizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube