Procurador e secretário comentam decisão judicial envolvendo aplicação da Astrazeneca na PB

Da Redação. Publicado em 22 de julho de 2021 às 21:40.

Foto: Reprodução/SES-PB

Foto: Reprodução/SES-PB

O procurador federal Guilherme Ferraz esclareceu sobre a decisão judicial que determinou que o Estado da Paraíba fizesse a recomposição do estoque de reserva da vacina contra Covid-19 da Astrazeneca para os cidadãos que estão próximos de receberem a segunda dose do imunizante.

Em falas repercutidas na CBN João Pessoa, o procurador destacou que o Ministério Público Federal entendeu que a decisão de adiantar a aplicação de primeiras doses com o estoque de segundas doses afetava as competências do Ministério da Saúde, tanto na questão de aplicação das vacinas quanto no cronograma em si de distribuição.

“Então para evitar essa insegurança e essa incerteza, a decisão judicial determina que sejam recompostos os estoques de reservas de segundas doses para todas as pessoas que estejam aguardando a sua aplicação”, completou.

Em entrevista à mesma emissora de rádio, o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, também comentou a decisão judicial.

“As doses da Astrazeneca que estão chegando à Paraíba neste momento, que seriam direcionadas para primeira dose estão sendo guardadas, e na próxima semana já estarão sendo utilizadas como segunda dose”, finalizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube