Pacientes reclamam da falta de equipamento para tratamento do câncer na FAP

Da Redação*. Publicado em 6 de julho de 2021 às 9:39.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Familiares de pacientes que fazem tratamento contra o câncer no Hospital da FAP, em Campina Grande, reclamam da falta de um equipamento primordial para a continuidade do tratamento.

Segundo as denúncias, os pacientes tiveram que parar os procedimentos, como quimioterapia, devido à falta do aparelho, o que vem provocando prejuízos. O fato ocorre desde o último dia 30.

O diretor administrativo da FAP, Paulo Marcelo, disse que devido à pandemia houve uma desorganização na cadeia produtiva de materiais hospitalares em todo o país e que este seria um caso atípico.

Segundo ele, os materiais que eram comprados a um único fornecedor, agora tem que comprar a quatro ou cinco, porque nenhum deles consegue fornecer a quantidade necessária.

– No caso do equipamento, a compra foi feita no dia certo, e o fabricante faturou no dia 6 de junho. Estamos esperando que o aparelho chegue entre hoje e amanhã. Esse problema com relação aos atrasos e dificuldades de compras estão ocorrendo também com medicamentos, como anestésicos e outros produtos – contou.

O gerente ainda disse que, devido à pandemia, os preços dos insumos aumentaram muito, o que houve um desarranjo financeiro. As luvas, que custavam R$ 19 a caixa, passaram a custar R$ 80.

– Reconhecemos o fato e aproveitamos para pedir desculpas aos pacientes, mas estamos tratando dessa situação para ser resolvida o quanto antes, fazendo todos os esforços para que a interrupção do tratamento seja a mínima possível – finalizou.

A FAP atende cerca de 148 municípios.

*Com informações do JPB

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube