Exames apontam que criança teve órgãos rompidos após agressão em Campina

Da Redação*. Publicado em 2 de julho de 2021 às 9:54.

Foto: Reprodução/TVPB

Foto: Reprodução

O diretor do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol), Márcio Leandro, destacou que exames apontam que Gabriel Ramos de França, de dois anos, que foi vítima de espancamento em Campina Grande, teve o rompimento de alguns órgãos após a agressão.

– Assim que a criança chegou no Instituto Médico Legal, que fomos proceder com a perícia, evidenciamos os maus-tratos. Externamente dava para ver que a criança estava sendo muito mal cuidada. A lesão chegou a romper rim e fígado. Esta criança foi torturada. A criança tem várias lesões na região malar, na região frontal da cabeça tinha um hematoma e um coágulo de sangue bem intenso – disse.

Os suspeitos de cometer o crime foram a mãe e o padrasto da criança. Eles foram presos pela polícia.

 

Jornalismo responsável

Acompanhe e compartilhe conteúdo sério e de qualidade:

Inscreva-se no canal do YouTube do Paraibaonline:

É muito simples você fazer a sua inscrição: basta acessar o link abaixo, inscrever-se e ATIVAR o sininho.

https://www.youtube.com/user/portalparaibaonline

Siga-nos também no Instagram:

@paraiba_online

https://www.instagram.com/paraiba_online/ (link)

No Facebook:

facebook.com/paraibaonline

https://www.facebook.com/paraibaonline (link)

E no Twitter:

@paraiba_online

https://twitter.com/paraiba_online (link)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube