Visita do CRM-PB confirma superlotação no Isea, em Campina Grande

Da Redação. Publicado em 8 de junho de 2021 às 16:27.

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

O diretor de Fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), Bruno Leandro, comentou sobre uma vistoria feita pelo órgão no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande, na última sexta-feira (5).

O gestor destacou que a visita comprovou as denúncias de superlotação na maternidade, principalmente em relação aos leitos infantis.

“Lugares onde deveriam ter uma quantidade de pacientes havia praticamente o dobro. Isso aumenta, é claro, o risco de infecções e de assistência, em prejuízo a essas crianças”, completou.

No entanto, Bruno enfatizou que foi constatado também que o grande problema não está na maternidade em si. Ele citou que há empenho da equipe em fazer o trabalho, mas pontuou que não há para onde transferir os pacientes na Região de Campina Grande.

“Por isso que o Conselho – junto com a gestão estadual e municipal – está tentando viabilizar uma expansão da rede materno infantil para outros hospitais próximos, localizados em Campina e até mesmo fora, receberem mais gestantes, equiparem suas estruturas hospitalares para partos de alto risco a fim de diminuir esse estrangulamento que já existe há mais de uma década”, explicou.

Por fim, o representante do CRM-PB contou que a Prefeitura Campina Grande está fazendo uma licitação para ampliação de mais oito leitos, aquisição de materiais e garantia de recursos humanos.

“O que nós precisamos agora é construir fora do Isea novas possibilidades de atendimento para essas gestantes, que têm o sonho tão puro de serem mães e serem agraciadas com uma estrutura de qualidade que possa garantir uma assistência adequada, principalmente em condições de enfermidade, e é por isso que nós vamos lutar”, finalizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube