SEMAS discute estratégias para implantação do programa “Famílias Fortes” do governo federal

Da Redação com Codecom/CG. Publicado em 29 de junho de 2021 às 22:39.

Foto: Codecom/ CG

Foto: Codecom/ CG

Em breve, a Prefeitura Municipal de Campina Grande por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas), estará anunciando a implantação oficial no município, do programa “Famílias Fortes”, do governo federal, que tem como principal objetivo o bem-estar dos membros das famílias assistidas, a partir do fortalecimento dos vínculos familiares e o desenvolvimento de habilidades sociais.

Na manhã desta terça-feira, 29, durante reunião prévia no auditório do Sine Municipal, com a presença da diretora de Proteção Básica Social, Joelma Martins, da articuladora do novo programa, Aline Aguiar, e os coordenadores de várias unidades da Semas, foram traçados alguns detalhes do trabalho que será realizado pelas equipes que irão atuar no programa, formadas por profissionais que atuam nos Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CRAS e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV.

No início deste mês foi realizada no Palácio do Bispo, a cerimônia de assinatura do acordo técnico do Programa Famílias Fortes, entre o prefeito Bruno Cunha Lima e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

À princípio, o programa que tem à frente a primeira-dama do município, Juliana Figueiredo Cunha Lima, tem como meta alcançar 480 famílias, com jovens na faixa-etária de 10 a 14 anos.

O trabalho contará com quatro equipes compostas por 20 profissionais entre facilitadores e cuidadores, que vão desenvolver as atividades durante onze encontros semanais. O programa será implantado nos Cras da zona urbana e rural, bem como no SCFV, no bairro de Bodocongó.

Foto: Codecom/ CG

Foto: Codecom/ CG

Para Aline Aguiar, articuladora do programa “Famílias Fortes”, uma metodologia britânica, adaptada ao Brasil, que vem somar ainda mais aos demais programas que são desenvolvidos pela Semas, mas que se baseia principalmente, em garantir uma relação positiva entre os familiares, criando condições favoráveis para o bom desenvolvimento dos jovens, com tendência a afastá-los de situações de risco pessoal e social, à exemplo do uso de drogas.

Ressaltou ainda que o programa já foi experimentado em outros estados no Brasil e apresentou resultados positivos como: redução da agressividade e de comportamentos de isolamento social; melhora da interação entre pais e filhos, rendimento escolar, e outros benefícios, concluiu.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube