Fechar

logo

Fechar

Presidente do PNM na Paraíba chama deputado de machista ao defender a senadora Daniella Ribeiro

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 23 de junho de 2021 às 18:53.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A presidente estadual do PNM na Paraíba, Lídia Moura, atual secretária da Mulher e da Diversidade Humana no governo João Azevedo (Cidadania), tomou para si as dores da senadora paraibana, Daniella Ribeiro (PP), que teria sido “desrespeitada” pelo deputado estadual Walber Virgulino (Patriotas).

A confusão começou quando da reunião das oposições realizadas na segunda-feira (21) e a senadora não foi convida para participar e teria feito críticas à reunião.

O deputado não gostou da forma como a senadora se referiu ao encontro dos oposicionistas. Virgulino teria dito que a senadora é parte tutelada do irmão, o deputado federal Aguinaldo Ribeiro e só pode concordar com o que o irmão definir, portanto, não teria autonomia na reunião.

Para Lídia Moura, o deputado além de machista parou no tempo e não tem a compreensão do papel da mulher na sociedade, numa demonstração cívica da violência política de gênero.

“As mulheres são desqualificadas como se elas não pudessem intervir na sociedade, não pudessem ter voz ativa e elas próprias serem protagonistas de um processo político. Se uma senadora da República não está autorizada a fazer a discussão política no seu próprio estado, quem poderá fazer?”, indagou a secretária.

Lídia Moura espera que o deputado Walber Virgulino peça desculpas à senadora Daniella Ribeiro, a ela própria, uma vez que também fora ofendida e às mulheres paraibanas.

“Eu sei que o deputado não está habituado a ver as mulheres na cena política, assim como não está habituado à composição de um governo modelo como o de João Azevedo, que é democrático e seus auxiliares podem dialogar na cena política”, completou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube