Governador justifica medidas restritivas de contenção da pandemia, na PB

Da Redação. Publicado em 7 de junho de 2021 às 18:35.

Foto: Leonardo Silva

Foto: Leonardo Silva

“Qual é a lógica de ter decreto há cada 15 dias? Porque é quando o ciclo da doença se estabelece ou aparece, estamos entrando num processo desta quinzena, a decisão sobre como será a próxima é fruto dos números desta”, disse o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), em entrevista a uma emissora de rádio pessoense.

Na ocasião, Azevêdo defendeu as medidas restritivas como ferramenta de contenção do avanço da pandemia de coronavírus e exemplificou:

“Em março publicamos inicialmente dois decretos, e depois um terceiro muito mais restritivo, fazendo com que em abril a Paraíba fosse na contramão do que aconteceu no Brasil. O país todo com números altíssimos e nosso Estado sempre azul, isso ocorreu por conta das medidas tomadas em março”, completou.

Por isso, segundo João, o cenário atual será analisado no próximo dia 18, para ter noção dos impactos das medidas e se houve redução do número de casos confirmados, de óbito, e também de demanda por leitos hospitalares.

“Volto a dizer: 80% é uma ocupação de leitos muito alta”, finalizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube