Fechamento de academias em CG: “Somos parte da solução e não do problema”, diz personal trainer

Da Redação*. Publicado em 8 de junho de 2021 às 10:44.

Foto: Reprodução

Foto ilustrativa: Reprodução

O personal trainer campinense Breno Firmino relatou, em entrevista à Rádio Caturité FM, nesta terça-feira, 8, que não consegue entender como que, mesmo acobertadas por lei municipal como serviço essencial, as academias foram obrigadas a fechar as portas por força do decreto estadual, com vigência até o próximo dia 18, na Paraíba.

O profissional foi um dos organizadores de um protesto realizado pela categoria de trabalhadores desses espaços, realizado na manhã dessa segunda-feira, 7, em Campina Grande. Para a categoria, segundo Breno, a determinação é objeto de indignação.

– Fica a nossa indignação sobre como algumas dessas pessoas, políticos e autoridades judiciais ainda determinam o fechamento de academias e espaços de práticas esportivas, como essas pessoas enxergam uma academia. É preciso lembrar que esses espaços são seguros e estão seguindo rigorosamente os diversos protocolos exigidos pelas autoridades. Por isso eu não vejo motivo para esse fechamento. Não há nada que aponte maior transmissibilidade do vírus em uma academia – criticou.

Corroborando os seus argumentos, o personal lembrou que ao contrário do que se diz respeito a maior transmissibilidade do coronavírus na academia, existem estudos que provam justamente o contrário: a prática de atividades físicas pode colaborar com uma menor taxa de contaminação pelo vírus.

– Já existem vários estudos que mostram que a atividade física regular é fundamental para a manutenção da saúde da população. Eles mostram os benefícios da atividade física nessa pandemia. Menor hospitalização, melhor resposta imune. E repito, na academia, nós proporcionamos saúde. Somos parte da solução e não do problema – argumentou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube