Fechar

logo

Fechar

Economista lamenta condução da gestão da educação no Brasil

Da Redação. Publicado em 28 de junho de 2021 às 20:55.

Foto: Keiny Andrade/Folhapress

Foto: Keiny Andrade/Folhapress

Reflexões do economista Marcos Lisboa (foto), ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (entre 2003 e 2005) e atual presidente do Insper, renomada escola de economia e negócios, durante entrevista à revista Veja.

“Temos um Estado caro que entrega pouco ao cidadão. A impressão é de que, no Brasil, o povo está a serviço do Estado, e não o contrário. Não se discute política pública com base na melhora da qualidade de vida, mas em quanto se gasta.

“Nos recusamos a realizar as políticas mais importantes para reduzir a desigualdade. Cuidar das crianças, garantir educação de qualidade, ter uma política educacional voltada para o aprendizado e preparo dos estudantes. Isso nunca foi feito.

“A gente discute política educacional do ponto de vista de quanto gastaremos, nunca do ponto de vista de quanto a criança vai aprender. Se as crianças têm educação deficiente, isso vira um problema no mercado de trabalho.

“Que tipo de empresa vai contratar uma criança que não aprende matemática e português básicos? Essa é desigualdade mais cruel”.

*com informações de veja.com, repercutidas na coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube