Dia Nacional do Teste do Pezinho será celebrado neste domingo

Da Redação com Ascom. Publicado em 5 de junho de 2021 às 12:57.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O Teste do Pezinho faz parte do Programa Nacional de Triagem Neonatal, adotado pelo Ministério da Saúde em 2001, que consiste em exames realizados logo após o nascimento com o objetivo de diagnosticar precocemente algumas doenças. O teste é obrigatório no Brasil deste 1992, assim, todo recém-nascido tem o direito de realizá-lo gratuitamente.

O teste deve ser feito entre o segundo e o quinto dia do nascimento do bebê. Ele é capaz de identificar enfermidades genéticas, metabólicas e endocrinológicas, que não são possíveis de diagnosticar através de sintomas clínicos logo no início da vida.

Assim, com a identificação das doenças a partir dos primeiros dias de nascimento, é possível estabelecer o quanto antes o tratamento adequado, fazendo com que a criança tenha um desenvolvimento normal e qualidade de vida.

Contudo, segundo a médica geneticista do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC-UFCG/Ebserh), Paula Frassinetti Vasconcelos de Medeiros, é importante salientar que o resultado da triagem não deve ser considerado como um diagnóstico definitivo, pois é uma indicação, uma suspeita de diagnóstico. Assim, é fundamental que seja realizada uma nova coleta de sangue para confirmação ou não da enfermidade.

Atualmente, o Programa Nacional de Triagem Neonatal do SUS rastreia seis doenças, sendo elas: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase. Porém, em 26 de maio de 2021, o Presidente da República sancionou uma lei que pode incluir até 50 doenças nessa triagem.

“Considerando que a maioria das doenças rastreadas na Triagem Neonatal são de causa genética e de herança autossômica recessiva, isto é, pais normais, mas que portam um gene mutado, essa ampliação do Teste do Pezinho é particularmente importante aqui na Paraíba, onde a consanguinidade parental elevada favorece a ocorrência de doenças genéticas com aquele tipo de herança”, explicou a médica Paula Frassinetti.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube