Fechar

logo

Fechar

Deputado diz que vê com tristeza o afrouxamento de leis de combate à corrupção no país

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 26 de junho de 2021 às 8:01.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O deputado federal Julian Lemos (PSL), foi um dos parlamentares da bancada paraibana que votou contra ao projeto de lei complementar que permite candidatura de gestor com contas rejeitadas, cuja lei foi aprovada por maioria na Câmara Federal na sessão da quinta-feira (24).

Lemos lamentou que leis que combatem à corrupção no país estão sendo afrouxadas pelo próprio Legislativo do país e criticou a inércia da base governista na Câmara Federal e do próprio presidente Bolsonaro.

Embora achando que a lei tenha ficado mais clara porque existe o dolo para que se evite que aquele gestor que faz a alocação de um recurso, caia na vala de um “ladrão”.

“Mas depois da destruição da Lava Jato, da relativização da improbidade administrativa e agora com essa questão da Ficha Limpa, eu vejo tudo isso com muita tristeza porque há um mandatário omisso diante disso tudo quando um governo tem muita força dentro de um Congresso e é uma crítica direta que eu faço porque exatamente neste governo muita coisa tem se afrouxado”, explanou.

O deputado acredita ainda ser muito preocupante esse tipo de porque a responsabilidade diminui muito do gestor público quando ele pode cometer verdadeiros absurdos administrativos e simplesmente continuar impune por conta da força política que tem apenas pagando uma multa.

“Por isso eu mantive o meu voto contrário baseado na defesa da probidade”, destacou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube