Covid-19 é a principal causa da mortalidade materna, diz médica obstetra

Da Redação. Publicado em 1 de junho de 2021 às 23:38.

Foto: Reprodução Brasil de Fato.com

Foto: Reprodução Brasil de Fato.com

No último dia 28 de maio foi celebrado o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, por isso em entrevista à Rádio Caturité, no quadro Saúde em dia, a médica obstetra Melania Amorim falou sobre essa data tão importante.

De acordo com ela, das 3.000 a 5.000 mortes de mulheres que acontecem por ano, por motivos relacionados a gravidez, 90% delas poderiam ser evitadas com a melhoria do atendimento às gestantes.

A médica afirmou que a taxa de mortalidade materna brasileira está maior do que os níveis aceitáveis para um país desenvolvido e isso piorou ainda mais na pandemia.

Em 2021, segundo Melania, 1.149 mulheres morreram por conta da Covid-19, uma das principais causas de morte materna, entre outras causas citadas por ela são: infecção, hipertensão, hemorragia e abortos inseguros.

Ainda conforme dados repassados por Melania, em relação a Campina Grande, no ano passado houveram 2 mortes maternas, e já esse ano, nesse primeiro semestre 10 mortes maternas foram registradas por causa da Covid-19.

“Isso se deve ao fato de que a pandemia tem aumentado e os casos estão mais letais do que o ano passado”, explicou.

Por fim, ela reforçou a importância do acompanhamento médico durante toda a gravidez e os cuidados que devem ser tomados em relação a pandemia, confira:

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube