Covid-19: CGU revela que não houve irregularidade na distribuição de vacinas para CG

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 1 de junho de 2021 às 15:16.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Assunto que gerou diversos embates públicos entre gestores estaduais e do município de Campina Grande, um possível erro numérico no envio de vacinas contra a Covid-19 para a cidade foi descartado nesta terça-feira (1) pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Em nota técnica elaborada após uma solicitação do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e da Ministério Público Federal (MPF), a CGU União constatou que não houve nenhuma irregularidade nas entregas para Campina Grande ou qualquer outro município do estado.

Conforme o superintende da CGU/PB, Severino Queiroz, não houve nenhuma irregularidade verificada na distribuição das vacinas pelo governo Estado.

“Os quantitativos estavam proporcionais aos grupos prioritários e às populações dos municípios. Tudo estava segundo o Plano Nacional de Imunização e o que foi preconizado e decido na Comissão Intergestora Bipartite estava senso cumprindo”, afirmou o superintende.

Queiroz informou ainda que o Ministério Público Federal e Ministério Público da Paraíba, a partir de conflitos entre a Secretaria de Estado da Saúde e o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), tinham uma suspeita de que Campina Grande tinha sido prejudicada na distribuição de doses da vacina, recebendo 3.489 doses a menos que o devido.

Segundo o superintendente, durante o trabalho de auditoria foi identificado que não houve esse déficit no envio de vacinas para o município.

“O que houve foi uma falha na inserção de dados no sistema que o próprio Gverno do Estado identificou e corrigiu, não tendo prejuízo algum para nenhum dos municípios da Paraíba, muito menos para a Campina Grande”, atestou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube