Secretário acredita que reações em grávidas não tenham relação com AstraZeneca

Da Redação. Publicado em 12 de maio de 2021 às 20:45.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

Após a morte de uma gestante no estado do Rio de Janeiro depois que foi imunizada com a vacina contra a Covid-19 AstraZeneca, as autoridades de saúde começaram investigar os efeitos adversos da vacina nesse público.

Muitas grávidas ficaram temerosas e estão sendo imunizadas apenas com a vacina da Pfizer, mas segundo o secretário de saúde do estado, Geraldo Medeiros, todos os imunizantes contra a Covid-19 são seguros.

Em entrevista nesta quarta-feira (12) Geraldo declarou que em sua opinião, os efeitos adversos nas grávidas não tem relação com a vacina.

– Temos que conduzir esses eventos adversos com cautela para que a população não rejeite a vacinação. Esse episódio no Rio de Janeiro de uma grávida que morreu por AVC após recebimento da vacina está sendo investigado. Na minha ótica não há nenhuma relação. Na minha opinião todas as três são seguras. É muito maior benefício do que o risco adverso- frisou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube