Seap firma parceria com Sest/Senat e oferta curso de mecânica para reeducandos

Secom/PB. Publicado em 21 de maio de 2021 às 19:42.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) continua realizando parcerias com o objetivo de oferecer qualificação profissional às pessoas privadas de liberdade para que, ao concluirem a pena, possam ingressar no mercado de trabalho.

Assim, foi iniciado no Presídio Padrão de Cajazeiras o curso Noções Básicas de Mecânica e Elétrica de Veículos, ministrado por professores do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest-Senat). Estão inscritos no curso 25 reeducandos em módulo Ensino a Distância (EaD). Posteriormente, eles terão aulas práticas, quando a pandemia da Covid permitir.

O secretário Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca, destaca que a reinserção social é o caminho para se reduzir a reincidência criminal e penal, por isso o Governo tem investido em atividades educacionais, de trabalho e renda, além de cuidar da assistência social dos reeducandos, que inclui os cuidados com a saúde de cada pessoa privada de liberdade.

“Não somente nas unidades prisionais da Grande João Pessoa, também no interior da Paraíba estão acontecendo cursos, remição pela leitura. Os recentes resultados do Enem PPL e do Sisu demonstram que em todas as regiões do estado as ações de ressocialização estão com bons resultados, Cajazeiras é um exemplo”, disse o gestor da Seap.

Na opinião do gerente executivo da Ressocialização, João Sitonio Rosas, “a Seap, através desta gerência, implementa parcerias visando ampliar as possibilidades de inserção da população penitenciária em atividades laborais, o que aumenta a reinserção social destas pessoas que temporariamente perderam a liberdade, mas não perderam o direito à educação e a uma segunda chance na vida”.

Tales Alves de Almeida, diretor do Presídio Padrão de Cajazeiras, disse que a parceria com o sistema Sest-Senat ocorre desde o ano passado e o primeiro curso foi Noções de Empregabilidade, com o objetivo de mostrar aos reeducandos como se encontra o mercado de trabalho quando eles sairem da prisão. Participam dos cursos aqueles que estão próximos a cumprirem a pena.

“A parceria tende a se estender com o apoio do Poder Judiciário, que repassa recursos das multas pecuniárias para aplicação dos cursos. A gente prevê ainda esse ano a realização de mais 20 cursos profissionalizantes com certificados”, adiantou.

O reeducando R.F.M. agradeceu pela oportunidade “por nos proporcionar um curso básico de mêcanica para que quando estivermos livres possamos usar esses conhecimentos. Então só temos a agradecer pelo aprendizado adquirido aqui na unidade prisional”.

K.F.S. também agradeceu ao Governo do Estado e ao sistema Sest-Senat.

“Esse curso serve assim como um referencial nosso, uma carta de referência após cumprirmos nossa pena, ao sair novamente para a sociedade usar esse curso como referencial de bom comportamento e estamos aqui interessados em se ressocializar”, afirmou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube