‘Foi um acordo deles’ diz oposicionista sobre rejeição de projeto na CMCG

Da Redação. Publicado em 27 de maio de 2021 às 20:45.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O vereador e líder da Oposição na Câmara Municipal de Campina Grande, Anderson Almeida (Podemos), falou sobre a rejeição do chamado ‘Anuênio’ na Casa, em entrevista à rádio Caturité FM, nesta quinta-feira, 27.

Se aprovado, o projeto mudaria o regimento interno da Câmara e permitiria que o legislativo campinense tivesse um presidente por ano.

Anderson declarou que foi contra pela forma de que o projeto foi apresentado e também porque nada o prendia a aceitar uma mudança no regimento da Casa.

– Estavam querendo mudar esse dispositivo. Segundo o próprio presidente, isso foi um acordo feito por ele na formação da chapa consensual para a sua eleição e por isso ele estava pautando. Mas é preciso que fique claro que eu não participei desse acordo, logo não tínhamos obrigação nenhuma para com ele – rechaçou.

O oposicionista relembrou ainda o duro discurso que fez para deixar claro sua posição no momento da votação.

– Eu pedi a palavra e fui contundente porque isso não foi formalizado no momento da votação para a formação da atual mesa. Foi um acordo de boca entre os envolvidos. Quiseram mudar as regras do ‘jogo’ com ele andando. Somos contra isso. O que ficou definido foi que em qualquer vacância, haveria uma nova eleição para a mesa e não que outro vereador(a) assumiria imediatamente – detalhou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube