Ex-prefeitável de JP revela detalhes de filiação ao MDB e opina sobre atual gestão do partido

Da Redação. Publicado em 8 de maio de 2021 às 18:25.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O ex-candidato à prefeitura de João Pessoa, o radialista Nilvan Ferreira, afirmou que o senador e então presidente estadual do MDB, José Maranhão, que faleceu em fevereiro devido a complicações da Covid-19, era o seu principal vínculo ao partido, hoje presidido no estado pelo senador Veneziano Vital do Rêgo.

Em entrevista à Rádio Caturité FM, ele explicou que o critério que o fez escolher o partido foi a garantia de que não seria traído, a garantia que ele seria o candidato a prefeito da capital, e foi isso que o senador Maranhão fez.

Na ocasião, Nilvan revelou que Maranhão confidenciou durante a campanha que tiveram pessoas antes da convenção que o procuraram para debelar a candidatura dele.

– Disseram que era melhor Zé me indicar como candidato a vice em uma outra chapa e ele disse: “não, o candidato do MDB é Nilvan em qualquer circunstância, porque minha palavra tem que ser cumprida, e eu dei minha palavra a ele de que a filiação significava ele candidato a prefeito. Eu vou até o fim, nem que termine só eu e ele” – ponderou.

O radialista disse ainda que a morte de Maranhão foi um baque muito grande, que perdeu um líder que confiava e que o levou para o MDB, além de opinar sobre as posições do partido hoje.

– Acho que Maranhão vivo hoje o MDB não estaria com essas declarações de amor ao governo, porque ele tinha uma postura de fazer com que o partido fosse protagonista […] As últimas palavras que ele disse pra mim foram: “Nilvan, nós saímos gigantes da campanha, nós fizemos com que o MDB voltasse a ser protagonista em João Pessoa, isso vai repercutir na Paraíba e se prepare vamos andar esse Estado todo para a eleição de 2022” – lembrou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube