Emoção e música marcam vacinação de segunda dose da Coronavac em João Pessoa

Da Redação com Secom/PB. Publicado em 22 de maio de 2021 às 13:07.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

A máscara não conseguiu esconder o sorriso no rosto e as lágrimas de emoção de dona Josefa de Lourdes de Lima. Moradora do bairro do Cristo, aos 72 anos, que recebeu a segunda dose da vacina neste sábado (22).

“É muita felicidade, porque depois de tudo que a gente já viu e viveu com essa doença, a gente acha que vai morrer. Passei tanto tempo em casa, presa e com medo…. Tô muito feliz e todo mundo tem que se vacinar mesmo”, incentivou.

A imunização neste sábado foi destinada à segunda dose da vacina Coronavac/Butatan, para as pessoas que completaram os 28 dias que receberam a primeira.

No estacionamento e no subsolo do Mangabeira Shopping, das 8h às 12h, a movimentação foi tranquila e moradores de diversos bairros realizaram o agendamento para receber o imunizante. Maria Gorete da Silva, de 62 anos, reside no Alto do Mateus. Estava ansiosa para completar a imunização contra a Covid.

“Eu devia ter tomado no dia 15, mas acabei adoecendo de uma gripe e a médica recomendou que eu aguardasse. Agendei pelo aplicativo e não tive problemas. Foi bem rápido. Estava muito ansiosa, mas hoje o sentimento é de alívio”, explicou.

Vacina e música – Quem foi se vacinar neste sábado, além da alegria da vacina, pode aproveitar o autêntico forró do sanfoneiro Mô Lima. Em parceria com a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) a Prefeitura tem proporcionado apresentações dos artistas da terra nos pontos de vacinação.

Alegria para os mais de 30 profissionais da saúde envolvidos na imunização neste sábado e para Maria da Penha Ribeiro, de 66 anos. Moradora do bairro de Mangabeira, é avó de 53, entre netos e bisnetos, e hoje completou sua imunização. “Alegria grande no peito, um alívio. Pelo menos agora eu sei que vou viver um pouquinho mais a frente com a minha família (risos)”, comentou.

Energia e gratidão-
 O alívio e a emoção não são sentimentos exclusivos só de quem se vacina. Elaine Dantas é enfermeira há 10 anos e trabalha na Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Para ela, o trabalho intenso dos últimos meses se transforma em energia e gratidão, por poder participar desse momento especial na vida das pessoas.

“Tanta gente nos procura para se vacinar, com histórias tristes de perdas de pais, mães, filhos… Poder imunizar a dor dessas pessoas e trazer um pouco de alívio, apesar da perda, é tão gratificante que faltam palavras para descrever. O sentimento é de vitória, de que estamos conseguindo ultrapassar as dificuldades que essa doença vem colocando na vida da gente”, relatou.

Foto: Secom/JP

Foto: Secom/JP

Solidariedade – Os postos de vacinação contra a Covid são também pontos de arrecadação de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade. A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) reforça que, ao se encaminhar a um dos pontos de vacinação, as pessoas também podem ajudar levando sua doação. A campanha

“A vacina salva. A solidariedade também” é uma parceria da Prefeitura e do Governo do Estado e teve início no mês de abril. Já arrecadou mais de 3,7 toneladas de alimentos e tem o objetivo de minimizar os impactos da pandemia, entre eles a distribuição de alimentos in natura, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube