Covid-19: CRM-PB destaca especificações de comorbidades para vacinação prioritária

Da Redação*. Publicado em 11 de maio de 2021 às 9:17.

© Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O coordenador de fiscalização do Conselho Regional de Medicina (CRM) na Paraíba, Bruno Leandro, esclareceu que o laudo médico que atesta a comorbidade para inclusão do indivíduo no grupo prioritário da vacinação contra Covid-19 deve conter informações precisas a respeito da comorbidade.

Em entrevista à CBN FM, ele exemplificou que não é todo mundo que tem pressão alta que é prioridade, sendo necessária uma pressão arterial resistente, ou até mesmo alguma lesão em um órgão.

“Não é toda asma, por exemplo, que lhe dá direito a também fazer antecipação da vacina. Tem que ser a asma grave, aquela que usa corticoide quase que diariamente, aquele paciente que precisou de internamentos, e isso quem vai saber escrever melhor e colocar melhor no documento é o profissional médico”, completou.

Bruno explicou que, devido a isso, é de extrema importância o detalhamento do grau do acometimento da pessoa no atestado médico.

“O CRM, após reunião com o Ministério Público Federal e com as outras entidades médicas, está lançando uma nota nos nossos portais, no Instagram @crmparaiba e também no nosso site oficial, com a lista detalhada de todas essas comorbidades e como fazer o correto preenchimento de atestado médico”, ponderou.

Na ocasião, o coordenador enfatizou a importância do preenchimento com dados verdadeiros no atestado, pois, caso seja identificada conduta tendenciosa, pode incorrer em crime de infração ética.

“O nosso objetivo maior é que pessoas que realmente precisam tenham prioridade da vacina”, finalizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube