CMJP rejeita proposta de voto de aplausos ao Ministério Público

Da Redação. Publicado em 11 de maio de 2021 às 23:38.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Na Câmara de João Pessoa, o vereador Marcos Henriques (PT), propôs um voto de aplausos ao Ministério Público da Paraíba, entretanto, alguns vereadores se opuseram à proposta.

O vereador destacou que o voto de aplausos foi pensado como forma de enaltecer o trabalho do Ministério Público, e declarou surpresa com a contrariedade de outros vereadores.

A proposta seria sobre o levantamento sobre as aplicações da vacina contra a covid-19, supostamente irregulares da Paraíba, que foram feitas através de CPFs de pessoas mortas, e até mesmo inexistentes.

“Eu achei que seria tranquilo, pois não se pode ter dois pesos e duas medidas. Se exaltar o MP, e quando se traz um voto de aplausos ele é rejeitado. Eu como vereador estarei fiscalizando e ajudando o Ministério Público. A forma como os vereadores da situação passam, é como se nós estivéssemos num lugar onde nada de mal acontece. Inclusive, o Prefeito Cícero Lucena não mostrou ao que veio”, afirmou.

De acordo com a vereadora Eliza Virgínia (Progressistas), vice-presidente da CMJP, afirmou que a proposta do vereador da oposição é de atribuir culpa à prefeitura de João Pessoa, e se colocou contrária ao voto de aplauso.

“É mais uma fake news, não se trata de voto de aplausos ao Ministério Público, o que ele quer é apontar um possível erro da Prefeitura de João Pessoa. As pessoas usaram de má fé para furar fila, e qual a culpa que a Prefeitura tem? Qual a culpa dos profissionais que estão vacinando, das pessoas que são desonestas e estão furando a fila? Nós não somos contra o MP, eles não precisam de votos de aplausos. Nós queremos sim que apurem e que investiguem essas pessoas que apresentaram identidades falsas”, declarou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube