SindCampina comemora prorrogação do programa de redução de jornada e salários

Da Redação*. Publicado em 29 de abril de 2021 às 12:53.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro assinou na terça-feira, 27, a medida provisória (MP) que viabiliza a retomada do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego (BEm), que permite a empresas a realização de acordos para redução de jornada e salário de funcionários ou a suspensão dos contratos de trabalho. O programa entra em vigor de forma imediata e terá duração inicial de 120 dias.

De acordo com o governo, no ano passado o programa preservou o emprego e a renda de cerca de 10,2 milhões de trabalhadores em acordos que tiveram a adesão de mais de 1,5 milhão de empresas. O benefício foi pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A retomada do BEm era uma demanda de empresários por causa do agravamento da crise econômica em decorrência da pandemia.

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Campina Grande (SindCampina), Divaíldo Bartolomeu Júnior, comemorou a prorrogação da MP que, segundo ele, deve dar mais fôlego ao setor.

– Ainda que tardia, a prorrogação dessa medida vem para socorrer o setor. Hoje, a folha de pagamento é um dos principais problemas do empresário. Porque os impostos já estão sendo cobrados, os fornecedores já foram negociados, mas a folha dos colaboradores não pode ser postergada, pois mexe com vidas e sustento de famílias. Então, nós recebemos a notícia com alívio e vamos estudar uma forma de sistematizá-la o mais rápido possível – comemorou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube