Fechar

logo

Fechar

Secretário ainda não decidiu sobre exigir título de eleitor na aplicação da 2ª dose da vacina

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 16 de abril de 2021 às 17:00.

O secretário de Saúde do município de João Pessoa, Fábio Rocha, informou nesta sexta-feira (16), a imprensa da Capital, que por enquanto não está valendo o pedido do título de eleitor para que o idoso receba a 2ª dose da vacina CoronaVac nos postos de saúde da cidade.

A medida foi uma sugestão do Ministério Público por conta aglomeração de pessoas nos postos de saúde, a procura de se vacinar, onde muitas delas não eram residentes na Capital, caso verificado na última terça-feira (13).

Conforme o secretario foi apenas uma sugestão do Ministério Público decorrente por conta dessa confusão, mas a Prefeitura de João Pessoa não está obrigada a acatar.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

“Nós tivemos na quarta-feira, uma audiência com o Ministério Público e mostramos o que ocorreu e que João Pessoa havia vacinado 21 mil pessoas de outros municípios e houve essa sugestão e não uma decisão de utilizarmos o título de eleitor como espécie de comprovante de residência”, explicou.

Contudo, o secretário informou que ainda vai se reunir com a equipe da Prefeitura Municipal para ver se acata ou não a sugestão do Ministério Público, que sugeriu ainda que a vacinação da primeira dose também seja retomada para pessoas com 55 anos ou mais com comorbidades e trabalhadores de Saúde e que só será utilizada a vacina Oxford/Astrazeneca, que ainda tem em estoque na PMJP, como também deve melhorar a forma de divulgação nas mídias sociais e nos locais de vacinação, para que a população seja suficientemente esclarecida sobre a quantidade de doses disponíveis e locais.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube