Programa de Bolsas de Extensão da UFPB aprova 671 projetos sociais

Ascom. Publicado em 27 de abril de 2021 às 20:38.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) divulgou, nesta segunda-feira (26), por meio da Coordenação de Programas de Ação Comunitária da Pró-reitoria de Extensão (Copac/Proex), o resultado definitivo da seleção de projetos aprovados na edição de 2021 do Programa de Bolsas de Extensão (Probex).

Das 700 propostas cadastradas, 612 foram aprovadas com bolsa, 59 aprovadas sem bolsa, 22 reprovadas e 7 desclassificadas por descumprimento de obrigatoriedades do Edital.

A iniciativa tem o apoio da Reitoria da UFPB visando implementar a política de extensão da Universidade, fundamentada em um trabalho acadêmico e social que promove a produção e a democratização do saber.

Como nos anos anteriores, as áreas temáticas com maior número de propostas aprovadas são saúde (208) e educação (181), seguidas de cultura (66), tecnologia e produção (60), meio ambiente (58), direitos humanos e justiça (38), comunicação (35) e trabalho (25).

Contudo, de acordo com o coordenador da Copac, Thiago Cavalcante, há projetos de extensão em todas as áreas e em todos os Centros de Ensino. As temáticas abordadas nos projetos revelam a conexão entre as demandas da sociedade e os objetivos das ações, como evidenciam, por exemplo, as mais de 80 propostas de combate aos efeitos da pandemia de Covid-19.

Há ainda ações voltadas para a promoção de saúde mental e projetos de suporte ao uso de tecnologias, assuntos bastante relevantes na atualidade.

A Pró-reitora de Extensão, Profa. Berla Moreira, reforçou a importância da extensão universitária da UFPB na formação discente e no desenvolvimento humano, econômico e social, como um dos resultados da interação dialógica da comunidade acadêmica com a sociedade.

“Destacamos que o discente que não conseguir a bolsa, aproveite a oportunidade de participar de algum dos projetos como voluntário; será uma experiência valorosa no processo formativo profissional e cidadão”, pontuou.

Conforme a Copac, a extensão universitária da UFPB está sendo muito bem avaliada pela comunidade extensionista, já que metade das propostas recebeu médias entre 9,0 e 10,0. Essa avaliação, que é feita pelo colégio de extensionistas proponentes, mostra que os projetos de extensão da UFPB estão com um grande potencial de atuação.

Próximas etapas – A partir da publicação do resultado final, têm início etapas fundamentais na realização dos projetos. Primeiramente, as coordenadoras e coordenadores precisam alterar a situação da proposta para “Em Execução”, no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa).

Em articulação com as assessorias de extensão dos respectivos Centros de Ensino, a equipe de coordenação das propostas também deve elaborar os critérios e procedimentos para realizar a seleção de bolsistas e voluntários para os projetos.

Discentes interessados em participar como bolsistas ou voluntários devem, entre 28 e 30 de abril, acessar o Sigaa para manifestar interesse. Cada estudante pode participar de até três ações, porém, somente em uma delas pode atuar como bolsista.

Para mais informações, os interessados podem acessar a sala virtual de atendimento da Copac, pelo link: https://meet.google.com/msy-buqh-pxp

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube