Fechar

logo

Fechar

Hospital de Trauma de CG continua atendendo muitas vítimas de acidentes de moto

Da Redação*. Publicado em 13 de abril de 2021 às 8:48.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O diretor técnico do Hospital de Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, Sebastião Viana, comentou o balanço de atendimentos no primeiro trimestre e destacou que houve uma queda de 9,64% no número de atendimentos e de 6% no número de cirurgias. Apesar dos números, ele declarou que o número de vítimas de acidentes de moto não diminuiu nos últimos meses.

Ele afirmou, em entrevista a uma emissora de rádio local, que além da pandemia do novo coronavírus, há a pandemia do acidente de moto. Também frisou que as pessoas foram “ganhando mais confiança” após alguns meses da pandemia e voltaram a circular e aglomerar, elevando a taxa de acidentes de moto para o número que existia antes da pandemia.

– Nesse tempo de pandemia nós restringimos as cirurgias eletivas. Tivemos que parar por conta desse boom, dessa realidade que vivemos – disse.

Sebastião pediu que as pessoas tenham prudência ao dirigir , tendo em vista o momento delicado da pandemia da Covid-19. Também explicou que o paciente que precisa de cirurgia de urgência deve ser operado o mais rápido possível para que não fique exposto aos riscos do coronavírus.

De acordo com o diretor, o Trauma de Campina Grande conta hoje com 25 leitos destinados ao tratamento de pacientes com Covid-19, sendo 5 de UTI e 20 de enfermaria. Ele disse que todos os protocolos estão sendo respeitados e há o distanciamento entre os pacientes, mesmo em alas que costumavam ficar superlotadas.

– A gente tenta fazer de tudo para que as alas não fiquem superlotadas e não haja a transmissão vertical – enfatizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube