Governador justifica falta de vacinas para 2ª dose e prevê chegada do imunizante

Da Redação. Publicado em 19 de abril de 2021 às 21:49.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

“Como estamos com a previsão de que no meio dessa semana, entre quarta e quinta-feira, nós tenhamos outra remessa de vacinas contra à Covid-19 chegando, essa situação vai ficar regularizada”.

A fala é do governador da Paraíba, João Azevêdo e diz respeito à escassez de vacinas no país, em especial aos municípios que utilizaram a segunda dose como primeira, ocasionando um atraso nessa imunização.

De acordo com Azevêdo, ainda no comando do ex-ministro Eduardo Pazuello, o Ministério da Saúde orientou que ao chegar nos municípios os imunizantes pudessem ser usados como primeira dose, uma vez que a regularização na entrega deste estaria garantida.

“Isso fez, obviamente, com que todas as prefeituras que receberam as vacinas aplicassem em primeira dose, infelizmente, a projeção feita pelo Ministério no mês de março, e também agora no mês de abril, não está se concretizando na quantidade prevista”

O chefe do executivo paraibano disse que a previsão inicial era de 38 milhões de doses para o país em março e foi repassado, na realidade, pouco mais de 20 milhões.

“Como a coronavac é uma vacina que a segunda dose acontece em torno de 28 dias, surgiu esse problema, de que se tem a necessidade de ter mais vacinas”, finalizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube