Governador da Paraíba considera nome de apresentador da Globo como uma boa alternativa

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 20 de abril de 2021 às 12:24.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O governador da Paraíba, João Azevêdo, atestou a pretensão do presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire,  que disse que o apresentador Luciano Huck teria “tapete vermelho” caso decidisse se candidatar a presidente da República em 2022 pelo partido.

Conforme o governador, o apresentador global é um boa alternativa colocada pelo partido, mas que não basta colocar só um nome. “Tem que se construir, viabilizar esse nome, e é isso que precisa ser feito. Eu acho que Huck é um nome novo, que foge dos extremos que o Brasil nesse momento polariza entre a esquerda e a direita. Entretanto, isso tem que ser construído aos poucos”, avaliou.

Azevêdo considera ainda uma vantagem o apresentador ser considerado um outsiderism  (pessoa com pouca ou nenhuma experiência política e partidária).

“Huck não tem tradição e nem é uma pessoa política, mas isso não é nenhum demérito. Talvez seja até uma vantagem, mas tem que ser construído porque ninguém faz uma campanha para presidente da República sozinho”, enfatizou.

Ele analisa também que nenhum candidato que está com o nome posto vai ter condição de fazer o enfrentamento sem coligações, sem que a proposta de governo apresentada seja assimilada pela população e que isso vai dos nomes mais conhecidos e com pouca experiência até os mais experientes, como Lula.

“Eduardo Leite, João Dória, Ciro Gomes, Huck, até Lula, que já foi presidente, precisa evidenciar a sua proposta de forma que atraia realmente coligações e espaços para que o seu nome seja viabilizado para a disputa das eleições de 2022”, concluiu.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube