Fechar

logo

Fechar

Funerárias de Joao Pessoa relatam dificuldades durante a pandemia

Da Redação. Publicado em 2 de abril de 2021 às 11:44.

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

As funerárias de João Pessoa têm enfrentado sérios problemas com a alta demanda de mortos em decorrência da pandemia da covid-19.

Segundo Renato Alves, gerente de uma funerária na capital paraibana, o aumento de sepultamentos aumentou de 100 para 200.

“Quando o caso é covid-19, infelizmente, não há velório. Quando o corpo chega ele vai direto para o sepultamento, e a família fica a uma distância . Foi preciso aumentar as escalas, têm sepultamentos que acontecem à noite”, disse.

Renato ainda afirmou que, caso seja necessário, o setor se organizará para aquisição de mais caixões, mas que não acredita em colapso no setor.

“Caso aconteça um aumento de mortes, que a gente pede a Deus que não aconteça, nós aumentaremos sim”, garantiu.

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

Foto: reprodução/TV Cabo Branco

Gilmara Sousa, coordenadora de operações de uma central de velórios, salientou que com a pandemia foi necessário investir ainda mais em equipamentos de segurança.

“A gente reforçou todos os nossos estoques de EPIs, mediante a legislação. Nossa média de duração de velórios era em torno de 11h, mas nos casos de covid-19 não temos velórios, e em outros casos tem uma duração de 2h”, explicou.

Segundo Lourival Panhonzi, presidente da Associação Brasileira de Empresas Funerárias, declarou ter grande preocupação com o setor.

“Estamos todos preocupados com a situação atual, o número de óbitos aumentou mais de 70%, esse crescimento é absurdo. Esse número de óbitos que estamos experimentado só iria ser alcançado, de forma natural, em 2050”, lamentou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube