Escuta e aconselhamento: serviço remoto leva alento a pacientes e familiares do HULW

Da Redação com Ascom. Publicado em 12 de abril de 2021 às 9:35.

Foto: Iron Braz

Foto: Iron Braz

Ter alguém para desabafar em um momento difícil como é o caso da internação hospitalar e, em resposta, receber palavras de conforto tem sido acalento para muitos pacientes e acompanhantes. A necessidade de suporte cresceu ainda mais no período da pandemia. É por esse motivo que a equipe de voluntários da Capelania do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB/Ebserh) retomou os atendimentos, de forma remota.

O Disque Apoio Capelania já está disponível por meio de telefone e WhatsApp, de segunda-feira a sexta-feira, das 14 às 18 horas. Existem dois eixos de cobertura no projeto: Capelania Infantil, que atenderá a demanda da Unidade de Pediatria através dos telefones 98167-0490 e 98827-0582, e a Capelania Adulto, que contempla as demais unidades clínicas através dos números 99623-1233 e 98620-6337.

Segundo o gerente Administrativo do HULW, Fábio Lopes, a espiritualidade é uma parte universal da experiência humana que leva conforto diante das adversidades da vida.

“Esse senso adquire maior importância quando se trata do contexto hospitalar. Disponibilizar um serviço como o da Capelania é também oferecer um suporte emocional. Cabe lembrar que o canal está disponível não apenas para pacientes internados, mas também para familiares e cuidadores”, destacou.

“O serviço presencial foi suspenso desde o início da pandemia, ficando os voluntários responsáveis com as orações. A retomada das atividades se dá agora, remotamente, com o Disque Apoio Capelania e uma logística presencial para o atendimento de necessidades identificadas pelos profissionais de saúde dos itens de doação disponíveis na Capelania, apoiada pela Unidade de Apoio Operacional do HULW”, informou a organizadora do projeto, Maria do Amparo Mota Ferreira.

O objetivo é a escuta de pacientes e familiares do Hospital Universitário Lauro Wanderley, visando identificar possíveis necessidades no campo espiritual e, com isso, prestar ajuda, consolando, encorajando, apoiando e estimulando o fortalecimento da fé, com base na Bíblia e nos seus princípios. Os voluntários são habilitados para respeitar a escolha da fé da pessoa atendida, protegendo a liberdade de religião de cada cidadão.

“Entendemos que o paciente internado, afastado da convivência familiar, poderá ser acometido de sentimentos de medo e incertezas, tornando-os mais sensíveis. Nesse sentido, a Capelania propõe-se a levar consolo aos pacientes, familiares e profissionais de saúde por meio da Bíblia sem que cause transtornos à pessoa internada e na rotina hospitalar, respeitando e atendendo sem discriminação ou proselitismo aos que se denominem ateus ou pratique uma fé diferente da que confessamos”, explicou Amparo.

Entenda o serviço

A Capelania Hospitalar, cujas primeiras ações no HULW aconteceram no ano de 1997, é caracterizada por prestar cuidado espiritual às pessoas em fase de adoecimento e tratamento sob internação hospitalar, com o objetivo de produzir efeitos benéficos para enfrentamento de situações de adoecimento. No Brasil, o serviço é assegurado pela Constituição Federal. A Lei Federal nº 9.982, de 14/07/2020, assegura o acesso à assistência religiosa aos hospitais da rede público ou privada.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube