Energisa informa sobre riscos de ligações clandestinas em casa

Da Redação com Ascom. Publicado em 22 de abril de 2021 às 18:20.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

As chamadas ligações clandestinas, o popular “gato” e ligações improvisadas de energia põem em risco a segurança da população, já que os desvios não atendem aos padrões de fornecimento, podendo ocasionar o rompimento de cabos, curtos-circuitos e até mesmo incêndios.

O alerta é da Energisa, que chama atenção dos paraibanos sobre os perigos das ligações irregulares na rede elétrica.

“Infelizmente temos visto notícias frequentes de acidentes com a comunidade, ao tentar fazer esse tipo de ligação. Normalmente, quem pratica esse ato não tem conhecimento sobre eletricidade e nem utiliza os equipamentos de proteção necessários para trabalhar com a rede energizada. As equipes técnicas da Energisa passam por treinamentos específicos para mexer na rede elétrica com segurança”, alerta o gerente comercial da Energisa, Felipe Costa.

Quem se submete a fazer um ligamento clandestino está correndo um grande risco de causar sua própria morte ou a de outras pessoas. Isso porque, além das consequências já citadas, as instalações elétricas também podem causar choques e descargas elétricas graves.

Felipe reforça, ainda, que as ligações irregulares comprometem a qualidade do fornecimento, o que pode provocar sobrecarga no sistema elétrico, ocasionando oscilação e a falta de energia na região. A população também pode sofrer com danos aos equipamentos elétricos devido à queda na qualidade da energia.

As ligações irregulares prejudicam o sistema elétrico e impactam no aumento da conta de luz. Com isso, todos os clientes acabam pagando por essa energia desviada. Em 2020, por exemplo, cerca de R$ 131,1 milhões deixaram de ser pagos por pessoas que praticaram ‘gatos’. Esse valor, revertido em energia, garantiria o abastecimento de 161 mil residências paraibanas, durante 1 ano inteiro.

Para denunciar os gatos de energia, basta ligar para o número (83) 99185-3738 (também WhatsApp) e informar o endereço da unidade consumidora. O procedimento é simples e sigiloso.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube