Fechar

logo

Fechar

Cultivo de dois tipos de frutas pode ser fonte de renda para o sertanejo

Da Redação. Publicado em 7 de abril de 2021 às 23:59.

Foto: Reprodução/ TV Paraíba

Foto: Reprodução/ TV Paraíba

No Sertão da Paraíba, especificamente no campus da UEPB em Catolé do Rocha, pesquisadores estão se debruçando a estudar o cultivo de dois tipos de frutas pouco exploradas nesta região do país. A ideia é que a pitaia e o abacaxi pérola possam ser opções de melhoria da renda dos sertanejos.

A pitaia chegou à Paraíba para servir de estudo, através da professora e pesquisadora Elaine Rech. Ela disse que recebeu a muda de uma colega em um congresso no Sul do Brasil, onde a cultura é mais comum, e trouxe para estudar a possibilidade de desenvolvimento em outro tipo de solo.

Deu certo e, após um ano de estudos, será realizada a primeira produção.

A fruta é da família dos cactos e originária da América Central. É doce e cítrica e tem várias vitaminas, ferro, fibra e auxiliam pessoas diabéticas e hipertensas, além de ter outras propriedades.

Uma planta de pitaia produz de 20 a 70 frutos e pode servir como fonte de renda para o produtor local.

Outra fruta nunca antes explorada na região, era o abacaxi pérola. Ele é mais rústico pouco mais complicado de lidar, porque há muitos espinhos em sua folha, porém, tem sido objeto de estudo para os alunos do campus.

Além de não necessitar de muita água para ser cultivado, tendo em vista o clima, este tipo de fruta é bastante consumida no país e, devido a estes e outros fatores, também pode ser fonte de renda para os produtores da região do Sertão.

Na pesquisa realizada na região, os frutos estão sendo colhidos com um tamanho 25% maior que o convencional.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube