Covid-19: gestantes devem ser incluídas no grupo prioritário da vacinação, aponta especialista

Da Redação*. Publicado em 1 de abril de 2021 às 10:47.

Foto: Reprodução

Foto ilustrativa: Reprodução

As gestantes devem passar a integrar o grupo prioritário no plano de vacinação contra a Covid-19. O assunto é amplamente comentado por especialistas, além de já ter sido pauta no Senado.

A médica especialista em medicina fetal Adriana Melo explicou, em entrevista à TV Cabo Branco, a explicação científica que indica a inclusão. Segundo ela, as grávidas têm uma propensão maior a ter a forma grave de algumas viroses, principalmente as respiratórias, o que ocorreu com a H1N1 e está ocorrendo com o coronavírus.

“A grávida tem uma queda da imunidade para poder a gravidez se desenvolver bem, existe também uma dificuldade da expansão do pulmão, porque cresce o volume abdominal e isso dificulta a movimentação do diafragma, são peculiaridades da própria gravidez. Além disso, o coronavírus tem suas peculiaridades, o fato dele ser trombogênico, ou seja, aumenta a possibilidade de trombose, e a gravidez também ser um período trombogênico, isso aumenta consideravelmente o risco”.

Além da vacinação, Adriana pontuou uma movimentação nos grupos de obstetrícia e de direitos da mulher, em relação à distribuição de um item muito importante, a máscara, em específico a nomeada de N95.

A especialista destacou ainda que todas as mortes representam uma tragédia, mas que, em sua visão, a de uma mãe grávida ainda é maior, uma vez que ela deixa um filho órfão recém-nascido, além da possibilidade do óbito do feto, a depender da idade gestacional.

Por fim, ela enfatizou que há vários estudos científicos que apontam a segurança das vacinas contra Covid-19 para as gestantes.

“A tecnologia que a gente usa dessa vacina é a mesma das vacinas que as grávidas já tomam. Então, pesando o risco benefício, as vantagens da mulher fazer o uso da vacina, sabendo que a tecnologia usada para essa vacina é segura para uma grávida, porque ela usa vírus morto, sem risco para o bebê, isso nos deixa muito angustiadas torcendo para que elas sejam vacinadas”, finalizou.

Já no Senado, a senadora paraibana Daniella Ribeiro apresentou um projeto de lei buscando que as gestantes sejam incluídas nos grupos prioritários. Em entrevista à mesma emissora de TV, a senadora frisou a preocupação com o grupo, tendo em vista os depoimentos que tem ouvido.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube