Fechar

logo

Fechar

Vereadores quase brigam no plenário da Câmara de Campina Grande

Da Redação. Publicado em 14 de março de 2021 às 21:30.

A sessão da última quarta-feira na Câmara Municipal de Campina Grande já avançava para o seu final, quando o vereador Anderson Almeida (Podemos) fez um encaminhamento de votação, como líder do bloco de oposição, favorável ao projeto do Executivo que pedia autorização do Legislativo para a compra de vacinas através de um consórcio nacional de municípios.

Na sua fala, Anderson criticou o governo federal acerca da gestão da pandemia: “Governo negacionista, que fez tudo esticando a corda para não ter vacina para a população no Brasil”, e que praticou “uma falha muito grande”.

“Bolsonaro é negacionista e contra a vacina”, bradou.

Foto: Montagem/ Paraibaonline

Foto: Montagem/ Paraibaonline

Instantes depois, o vereador Rubens Nascimento (DEM) resolveu fazer um rebate contundente: “(Anderson) tem laços com o governo do Estado, que até tempos outros, não sei se tempos agora, pelo Gaeco pode não ser considerado negacionista, mas é tido como roubacionista, inclusive das verbas da saúde”.

“Nós poderíamos – avançou o demista – estar com outras tantas UTIs implantadas, se não fosse a oportuna do grupo que se fazia presente no Estado; (com) desvios de recursos públicos na área de saúde”, acentuou Rubens. 

O edil concluiu: “Se é para criar termos, a gente devolve a preocupação, mas ponderando que o município de Campina Grande tem o seu respeito, a sua probidade e a responsabilidade de gerir os recursos destinando para o seu fim”.

O líder oposicionista reagiu duramente: “De uma forma irresponsável, o vereador (Rubens) cita o meu nome como um governo roubacionista. Eu acho que ele não me conhece”.

“Ele está partindo para um desespero que ele não entende. Ele não tem armas para fazer essa luta, porque o governo que ele fez parte, o Gaeco bateu na porta com a Operação Famintos”, prosseguiu Almeida.

Ainda conforme o edil, “o partido que este vereador faz parte (DEM) responde a processo por colocar mulher ´laranja´ para se eleger”.

Anderson desafiou o oponente: “Apresente qualquer projeto roubacionista que eu faça parte. Me respeite! Me respeite! Sou cordial até o quanto necessário. Vossa excelência limpe a boca para falar de mim. Agora, governo roubacionista não! Eu não faço parte de operação nenhuma, me respeite!”

Ato contínuo, Anderson Almeida se dirigiu até o local onde estava sentado Rubens e, de dedo em riste, falou algo do tipo ´você tenha cuidado comigo´(tradução labial à distância do colunista, porque o plenário da Câmara é fechado por vidros e os microfones próximos estavam desligados).

“Eu peço calma”, interveio o vereador-presidente Marinado Cardoso quando o desentendimento migrava para o plano físico. 

*com informações da coluna Aparte, assinada pelo jornalista Arimatéa Souza.

Para ler a coluna inteira do final de semana, acesse aqui:

Quase saem ´tapas´ – Paraíba Online (paraibaonline.com.br)

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube