Fechar

logo

Fechar

Tio de paraibano morto pela polícia de Sergipe diz que cena do crime foi descaracterizada

Da Redação. Publicado em 18 de março de 2021 às 20:44.

Foto: Ilustrativa

Foto: Ilustrativa

Ainda está sem respostas e continua o impasse sobre a operação da polícia de Sergipe que vitimou o advogado paraibano Gefferson Moura, 32 anos, na Serra de Santa Luzia, na última terça-feira (16).

Ele seguia viagem para Cajazeiras quando foi abordado por policiais à paisana que faziam uma suposta operação da BR 230 investigando uma quadrilha de tráfico de drogas.

O delegado responsável pela operação afirma que Gefferson reagiu a operação e por isso foi baleado e morto.

Em entrevista nesta quinta-feira (18) o tio de Gefferson, o advogado Geraldo Quirino, classificou como incompreensível e indirigivel uma operação feita por uma polícia de outro estado sem aviso prévio.

Ele disse ainda que os policiais descaracterizaram a cena do crime para despistar a perícia.

– Ele sofreu de cinco a sete disparos, está na perícia. Ele não saiu do carro, a não ser que tenham tirado para terminar de matá-lo. Eles descaracterizaram a cena do crime. O local do crime tem que ficar intacto, eles jogaram o corpo do rapaz na porta de um maternidade e se dirigiram a delegacia de Patos com carro e uma suposta arma para despistar a perícia – lamentou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube