Sepultado corpo de médico campinense morto por complicações da Covid-19

Da Redação. Publicado em 30 de março de 2021 às 23:48.

Foto: Reprodução/ TV Paraíba

Foto: Reprodução/ TV Paraíba

Foi sepultado no cemitério do município de Puxinanã, o médico Lucas Alves, que faleceu nesta segunda-feira, 29, no hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, após passar 30 dias internado em decorrência do coronavírus.

O corpo chegou à Campina Grande durante à tarde e, na entrada da cidade, uma fila de carros esperava para, em cortejo, seguirem à Catedral de Nossa Senhora da Conceição, onde o médico atuava como ministro da Eucaristia.

Familiares e amigos deram o último adeus ao jovem rezando uma oração.

O pároco da Catedral, Luciano Guedes, falou sobre Lucas.

– Lucas viveu entre nós como um ser humano muito amado sobretudo como um filho da igreja, porque ele amava intensamente a Eucaristia e Nossa Senhora, de quem ele era muito devoto. Era amigo dos Santos, das coisas sagradas e, sobretudo, lembrar de Lucas, nesse instante, é reconhecer a inspiração que ele nos trazia como alguém que acreditava em Deus, na vida e no bem – disse.

O médico trabalhava no 30º Batalhão de Infantaria Motorizada em Campina Grande.

Segundo o Conselho Regional de Medicina, Lucas Alves é o 38º médico a morrer em decorrência de complicações da Covid-19, além de enfermeiros, maqueiros e outros profissionais da Saúde atuantes da linha de frente.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube