Prefeito lamenta a morte de radialista e decreta luto oficial em Campina

Da Redação com Codecom/CG. Publicado em 25 de março de 2021 às 11:08.

Foto: Codecom/CG

Foto: Reprodução

O prefeito Bruno Cunha Lima, de Campina Grande, lamentou profundamente a morte, na madrugada desta quinta-feira, 25, do jornalista e radialista Juarez Amaral, por Covid-19, após oito dias internado em estado grave no Hospital Pedro I. Bruno também está decretando luto oficial de três dias no município, em homenagem póstuma ao comunicador.

Bruno Cunha Lima destaca que, com praticamente 50 anos de carreira, Juarez Amaral fez história na imprensa de Campina Grande, principalmente nas décadas de 80 e 90, quando se tornou a mais importante referência do jornalismo local.

Natural de São João do Cariri, no Cariri paraibano, Juarez Amaral era formado pela Faculdade Casper Libero, de São Paulo (SP). Trabalhou na Rádio Tupi, realizando um antigo sonho, já que a família lembra que, na infância, muitas vezes foi flagrado pelos pais antes de dormir narrando jogos de futebol imaginários e notícias fictícias.

Durante 33 anos, Juarez foi editor-chefe do Programa Jornal de Verdade, um marco na história do radialismo, que nos últimos anos migrou para a plataforma digital.

O sepultamento do corpo de Juarez Amaral está marcado para as 17h desta quinta, no Campo Santo Parque da Paz, no Velame, onde há muitos anos comprou uma sepultura. Fez questão de ser o jazigo de número 13 – uma homenagem eterna a seu time do coração.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube