Deputado: se algo acontecer comigo, a culpa é do filho de Bolsonaro

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 1 de março de 2021 às 16:40.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Em troca de farpas pelas redes sociais com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente da República Jair Bolsonaro, o deputado paraibano Julian Lemos, também do mesmo partido anunciou que se algo acontecer a ele, todos saberiam quem foi.

Por meio das redes sociais, Lemos disse ser o alvo da Gestapo do Eduardo Bolsonaro, considerado o cabeça de todas as armações.

“O principal deles, se algo me acontecer já sabem. O alvo deles é eliminar moralmente, politicamente e até a vida dos que não se submetem a toda essa farsa, eu sei como jogam, eu sei como fazem, e eles sabem que sei, são capazes de tudo”, postou.

O deputado paraibano chegou a confessar que antes lhe causava tristeza ser caluniado pelo filho do presidente Bolsonaro, de quem fora aliado.

“Hoje não mais, ontem por exemplo, em seu perfil, mais uma vez, me chamava de traidor, mas claro, não pode me chamar de ladrão de auxílio”, disse Lemos chamando ainda Eduardo para um debate sobre coisas que viu e ouviu quando aliado dos Bolsonaro.

“Traidores e ladrões são vocês, você sabe. Me deixa no meu lugar quieto, vai por mim, você tem mais a perder do que eu, você só tem uma coisa contra mim: a mentira. Traidor e covarde de todos são vocês, o povo ainda não percebeu, mas eu sim, o quanto são traidores, ingratos e desonestos, não tenho medo de você”, enfatizou.

O deputado usou ainda uma manchete veiculada no jornal O Globo, dando conta de que Eduardo Bolsonaro está sendo investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por uso de dinheiro em espécie para pagar imóveis nos Rio de Janeiro. Segundo o jornal, Eduardo teria pago R$ 150 mil em dinheiro entre 2011 e 2016.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube