Uma das vítimas mais graves do acidente coletivo em CG deve fazer nova cicurgia

Da Redação. Publicado em 17 de fevereiro de 2021 às 10:01.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Uma das vítimas mais graves do caso do atropelamento coletivo, em frente a um bar, em Campina Grande, recebeu alta do Hospital de Trauma, onde estava internada, mas deverá passar por nova cirurgia.

O jovem de 24 anos, identificado como Bruno, estava se formando em fisioterapia e trabalhava no hospital Pedro I. No dia do acidente, ele estava com amigos comemorando as futuras conquistas, quando foi atropelado, em frente ao Parque do Povo.

Junto com ele, outras sete pessoas ficaram feridas. Duas foram atingidas por tiros, e seis atropeladas. O suspeito do crime é Anderson Henrique Luna Tomaz (foto) que avançou nas pessoas e, depois, voltou atirando.

As vítimas foram socorridas para o Trauma e Bruno teve traumatismo craniano, passou por cirurgia na cabeça, foi levado para UTI, passou 15 dias internado, e sofreu amnésia pós-traumática.

O jovem está voltando aos poucos à rotina e disse querer não lembrar do dia do acidente.

O suspeito está foragido e a Polícia pede que, quem  tenha alguma noticia  do paradeiro dele, que ligue para o 197.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube