Fechar

logo

Fechar

UFPB define retorno das atividades presenciais de técnicos administrativos

Da Redação com Ascom. Publicado em 9 de fevereiro de 2021 às 19:03.

Foto: Ascom

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) definiu as regras para retorno gradual dos servidores técnico-administrativos às atividades presenciais. A Portaria nº 060, vigente a partir desta terça-feira (9), estabelece as modalidades de trabalho presencial, híbrida e remota.

As unidades deverão organizar suas rotinas e espaços físicos para que as atividades técnico-administrativas estejam em pleno funcionamento até o próximo dia 28 de fevereiro.

A retomada das atividades presenciais nos campi da Universidade, planejada pela Comissão de Biossegurança da UFPB, leva em conta as orientações publicadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelos ministérios da Saúde e da Educação, quanto à pandemia de covid-19.

O Reitor da UFPB, Prof. Valdiney Gouveia, afirmou que o retorno ao trabalho presencial será gradual e seguro, lembrando que a UFPB oferece, na Sala de Testagem da Covid-19 instalada no Centro de Ciências Médicas (CCM), serviço de testagem de RT-PCR para a comunidade acadêmica em trabalho presencial que apresentar sintomatologia da covid-19.

“Temos também o cuidado de não incluir pessoas que façam parte de grupos de risco, já adquirimos máscaras, álcool em gel, tudo para garantir a proteção das pessoas e, em cada setor, o chefe vai ser responsável por ordenar o espaço de tal modo que se garanta o distanciamento social necessário, inclusive intercalar horários”, explicou o Reitor.

Os servidores que não apresentarem impedimentos ao trabalho – explicitadas por meio de uma das autodeclarações presentes na referida portaria – deverão retornar ao modo presencial, respeitando o número máximo de pessoas permitido por unidade e desde que não apresentem estado febril (mediante verificação de temperatura). O uso de máscara ou proteção facial será obrigatório.

Caso o setor não comporte a presença desses servidores sem impedimentos, eles entrarão na modalidade de trabalho híbrida por meio de revezamento entre a equipe, com a exigência de realização de atividades de forma presencial para o mínimo de 50% da respectiva jornada de trabalho diária.

Já a modalidade remota será reservada para os técnicos administrativos que apresentem condições ou fatores de risco ao trabalho presencial e outras condições previstas na Portaria da UFPB.

Esses servidores realizarão suas atividades de forma remota enquanto durar o estado de emergência em saúde pública de importância internacional, de que trata a Portaria nº 2.789/2020, do Ministério da Saúde.

A Portaria nº 060 foi publicada nesta terça-feira no Boletim de Serviço da UFPB. Conforme o reitor, o retorno presencial é importante tanto para a comunidade universitária – docentes, discentes, técnicos administrativos e terceirizados – como para a sociedade. No dia 3 de março terá início o período letivo 2020.2.

“Precisamos uma vez mais de todos os membros da comunidade universitária, que tenham possibilidade, que estejam presentes para alavancarmos mais uma vez a Universidade Federal da Paraíba.

O que nós queremos é que a UFPB de fato siga crescendo, siga funcionando, mas respeitando a saúde e a vida das pessoas. O que não podemos neste momento é seguirmos paralisados”, disse o Prof. Valdiney Gouveia.

A Comissão de Biossegurança Institucional da UFPB (CBI – UFPB) elaborou o Plano UFPB para retorno gradual das atividades presenciais, orientando os trabalhos para planejamento, preparo dos ambientes e adaptação dos processos de forma a atender as necessidades de biossegurança relativas à pandemia SARS-CoV-2 (COVID-19).

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube