“Quero exercer esse diálogo, mas não admito intransigência”, diz prefeito sobre greve na Educação

Da Redação. Publicado em 2 de fevereiro de 2021 às 19:05.

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, definiu a ação dos servidores da Educação de anunciarem greve como uma questão isolada.

De acordo com ele, a ação é mais um sentimento de uma parcela que tenta a todo custo criar instabilidades.

“Eu sou um homem do diálogo, quero exercer esse diálogo, mas não admito intransigência”, completou.

Bruno pediu que pessoas que, em sua visão, estão com discussão partidária e ‘picuinhas’, tenham a grandeza de sentar e conversar.

Por fim, ele pontuou que a educação será “a menina dos seus olhos” durante os quatro anos de governo, e lembrou que Campina foi uma das primeiras cidades a solicitar ao Ministério da Saúde a vacinação dos trabalhadores da área contra a Covid-19 ainda entre os grupos prioritários.

As afirmações foram repercutidas na Rádio Panorâmica.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube