Prisões preventivas de ex-secretário e empresário são mantidas pelo TJPB

Da Redação. Publicado em 5 de fevereiro de 2021 às 0:14.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu, durante audiência de custódia, manter as prisões preventivas do empresário Pietro Harley e do ex-secretário de Estado e ex-presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas.

Eles estão sendo acusados de suposta  fraude em licitações, contratos e desvios de compra de livros, e outros materiais para a  Educação da Paraíba, durante a gestão do ex-governador Ricardo Coutinho.

Ambos foram presos nesta quinta-feira, 04, durante as 11ª e 12ª fases da Operação Calvário, e irão para uma ala especial da Penitenciaria Média Hitler Cantalice, em João Pessoa. Além deles, também foi expedido um mandado  para o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho.

Ao todo, foram expedidos 28 mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva. As ações ocorreram em João Pessoa, Cabedelo, Campina Grande, Taperoá, Brasília, Florianópolis e São Paulo.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube